Prostituta diz que jogador pagou metade do combinado

Zahia D. contou aos policiais que ficou decepcionada com os € 700 (R$ 1.601) que recebeu de Ribéry, e os € 500 (R$ 1.144) de Benzema

A prostituta que supostamente teve relações sexuais com os jogadores franceses Franck Ribéry e Karim Benzema quando ainda era menor de idade não recebeu o combinado pelos serviços prestados, segundo seu depoimento aos investigadores do caso. De acordo com o jornal francês "Le Parisien", a prostituta Zahia D., que completou 18 anos em fevereiro, contou aos policiais no último dia 2 de junho que tinha ficado decepcionada com os ? 700 (R$ 1.601) que recebeu de Ribéry, depois que viajou a Munique em abril de 2009, e que Benzema pagou ? 500 (R$ 1.144) em 2008, a metade do que ela tinha pedido.

No caso de Benzema, o encontro teria acontecido de forma casual, em uma discoteca no centro de Paris, em 2008. De lá, eles teriam ido para um hotel, e, de acordo com a jovem, combinaram um pagamento de ? 1.000 (R$ 2.288), mas o jogador deu apenas ? 500. Zahia disse que, no ano seguinte, recebeu uma passagem de avião e o pagamento da hospedagem em um hotel de Munique (onde joga Ribéry, atleta do Bayern), mas não sabe quem pagou por isso. Depois do encontro com o jogador, recebeu ? 700.

- Por isso não voltei a Munique - disse a prostituta.

No entanto, a jovem disse aos policiais da Brigada de Prevenção à Prostituição francesa que voltou a se encontrar com o jogador da equipe alemã no fim do ano passado. Como já tinha sido divulgado, Zahia afirmou que mentiu aos jogadores, dizendo que tinha 18 anos quando eles perguntaram sua idade.

Essa afirmação pode ajudar os atletas, pois o juiz responsável pelo caso os acusou de utilizarem os serviços de uma prostituta menor de idade, o que pode fazer com que fiquem presos por até três anos e sejam obrigados a pagar multas de ? 45 mil (R$ 103 mil). Porém, para que sejam condenados, a Justiça precisa provar que eles sabiam que a jovem era menor de idade na época.

Fonte: Globo Esporte