Quarto jogador com mais atuações pelo Fla tem perna amputada

Quarto jogador com mais atuações pelo Fla tem perna amputada

O ex-jogador, de 79 anos, está internado há uma semana no Hospital Salgado Filho

Famoso por ter sido um dos principais marcadores de Garrincha nos anos 50 e 60, o ex-lateral-esquerdo Jordan da Costa, que atuou 11 anos pelo Flamengo, teve a perna direita amputada nesta quarta-feira em um hospital público do Rio de Janeiro.

O ex-jogador, de 79 anos, está internado há uma semana no Hospital Salgado Filho (Méier, Zona Norte do Rio) após ter se sentido mal há aproximadamente dez dias, com complicações derivadas do diabetes.

Após a intervenção cirúrgica, o quadro de Jordan é delicado e não há previsão de alta, segundo Gabriela Vieira, filha do ex-jogador.

Quarto jogador com mais partidas pelo Flamengo (608 jogos), Jordan foi atendido no último dia 5 no Pam (Posto de Atendimento Médico) de Del Castilho (Zona Norte) com um quadro de infecção na perna direita. Três dias depois, foi transferido para o Salgado Filho, onde os médicos diagnosticaram a necessidade de amputação.

Após uma semana aguardando que o paciente tivesse condições clínicas de se submeter à cirurgia, os médicos realizaram a operação na manhã desta quarta.

- Até o final de janeiro, o meu pai não apresentava qualquer problema de saúde. E ele não gostava de ir ao médico. No início deste mês, começou a ter coceiras na perna, e exames revelaram o diabetes e problemas cardíacos ? afirmou Gabriela.

Jordan defendeu o Flamengo de janeiro de 1952 a setembro de 1963. Pelo clube, foi tricampeão carioca em 1953, 54 e 55. Em seu currículo também constam os títulos do Torneio Rio-São Paulo de 61 e do Carioca de 63.

Com a camisa rubro-negra, foi o responsável direto pela marcação a Garrincha em vários clássicos no Maracanã. O atacante do Botafogo e da Seleção Brasileira sempre considerou que Jordan foi um dos marcadores mais leais que enfrentou na longa carreira.

Em 1955, Jordan foi convocado para defender a Seleção Brasileira na disputa da Taça Oswaldo Cruz, contra o Paraguai, mas não chegou a entrar em campo.

Em junho do ano passado, o Flamengo homenageou os jogadores campeões do Torneio Rio-SP de 61 pelos 50 anos da conquista. Jordan (à direita na foto abaixo), então com boa saúde, compareceu ao evento na Gávea e reencontrou velhos companheiros, como Carlinhos.

Segundo Gabriela, o Flamengo enviou representantes ao hospital, como o diretor Guilherme Nogueira, para verificar o estado de saúde do ex-jogador e dar apoio moral à família.

Fonte: Globo.com