R.Gaúcho deve ser anunciado no Grêmio hoje

R.Gaúcho deve ser anunciado no Grêmio hoje

Apesar do acerto encaminhado com Renato, Guerra admite que o Grêmio possui outras alternativas

Em sua primeira missão como novo diretor de futebol do Grêmio, Alberto Guerra deixou "90% acertada" a contratação de Renato Portaluppi para o lugar de Silas, demitido no domingo. Renato teria pedido que o anúncio só seja feito após a partida entre seu atual clube, o Bahia, e o Paraná, nesta terça, pela Série B do Brasileirão.

Primeiro nome na lista de pretendidos, Renato autorizou seu empresário Gerson Oldenburg, o Gauchinho, a negociar com Guerra. O encontro durou quatro horas e ocorreu em um restaurante da zona sul do Rio.

? Fiquei com uma excelente impressão do trabalho de Renato. Ele é disciplinador, tem comando do vestiário, sabe trabalhar com o grupo na mão ? elogiou Guerra.

Como não há multa rescisória no contrato de Renato com o Bahia, a saída seria imediata. No Olímpico, seu salário será de R$ 200 mil, o mesmo valor pago pelo clube baiano. Silas, que neste segunda despediu-se dos jogadores no vestiário, recebia R$ 150 mil.

O auxiliar técnico Alexandre Mendes será o único profissional a acompanhar Renato na vinda para o Grêmio. Como Francisco Cersósimo e Anderson Paixão seguem no clube, não virão com o novo técnico o preparador de goleiros e o preparador físico que trabalham ao seu lado no Bahia.

Dunga seria o plano B

Apesar do acerto encaminhado com Renato, Guerra admite que o Grêmio possui outras alternativas. Uma delas é o ex-treinador da Seleção Brasileira Dunga. Seu nome foi elogiado na reunião realizada domingo à noite na casa do presidente Duda Kroeff, com a presença de Guerra e do presidente do Conselho Deliberativo Raul Régis de Freitas Lima.

? Já na quinta-feira, queremos um novo técnico na casamata. De preferência, Renato ? diz o diretor.

Guerra ainda irá estudar o pedido de Duda para que fique no cargo até o fim do ano. Caso aceite, irá pedir a colaboração de um ou dois auxiliares. Ao mesmo tempo em que garante não ser apegado a cargos, avisa que, "de forma alguma" irá abandonar o presidente.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com