R49 divide o Flu, mas presidente dá sinal verde: "Não me oponho"

R49 divide o Flu, mas presidente dá sinal verde: "Não me oponho"

residente tricolor comenta possível contratação que divide a diretoria do Fluminense e resume o craque: "Uma grande marca, acima do bem e do mal"

A possível contratação de Ronaldinho Gaúcho vem dividindo a opinião da torcida do Fluminense e até mesmo a diretoria tricolor. Mesmo sem acreditar que o negócio possa ser concretizado, o presidente do Flu, Peter Siemsen, garantiu que não se opõe à chegada do atual camisa 49 do Atlético-MG para defender o elenco do campeão brasileiro.

- Não acredito que a contratação aconteça, mas não me oponho a ela. Ronaldinho é uma grande marca, acima do bem e do mal. Ninguém duvida disso - disse Peter em entrevista ao programa "Camarote FC", do canal Premiere.

Quem vem tocando as conversas com Ronaldinho Gaúcho é Celso Barros, presidente da Unimed, patrocinadora do clube. Ele, inclusive, já almoçou com Assis, irmão e empresário de R49. Pessoas ligadas à empresa dizem que nos últimos dias aconteceram novos contatos com representantes do jogador, que tem contrato com o Atlético-MG até dezembro deste ano e poderia chegar às Laranjeiras a custo zero. Em meio ao processo, a diretoria tricolor mantém cautela sobre o assunto.

O nome do craque, no entanto, encontra resistência entre a cúpula de futebol tricolor. Internamente, a diretoria trabalha com a ideia de contratar três nomes sem grande impacto para reforçar o elenco, que será mantido quase em sua totalidade. Uma contratação de peso é idealizada. Conca é o preferido da diretoria. Porém, se o Guangzhou Evergrande, da China, não liberar o argentino, as conversas com Ronaldinho podem avançar, desde que Celso convença os dirigentes da necessidade do acerto com o meia.

A entrevista completa com o presidente Peter Siemsen no programa "Camarote FC" será exibida na próxima sexta-feira, às 23h (de Brasília), no Premiere.

Fonte: GloboEsporte.com