Rafael Moura volta a salvar Flu e tira Flamengo do caminho

Rafael Moura mais uma vez foi decisivo para o Fluminense

Rafael Moura mais uma vez foi decisivo para o Fluminense. Após seu time pressionar, perder muitas chances e esbarrar mais de uma vez na trave, o atacante marcou aos 30min do segundo tempo o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Madureira, neste domingo, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, e classificou o clube tricolor em primeiro do Grupo B da Taça Guanabara.

Com o resultado, o Fluminense sobe para os 18 pontos, ultrapassa o Botafogo e, o principal, desvia do Flamengo, primeiro do outro grupo - o adversário na semifinal do primeiro turno do Campeonato Carioca será o Boavista, que, de forma heroica, bateu o Nova Iguaçu por 5 a 3 e, no saldo de gols, garantiu vaga no mata-mata.

O Jogo:

Mesmo com todos seus principais titulares em campo, o Fluminense não conseguiu desempenhar um bom futebol neste domingo. Em um jogo truncado, o primeiro tempo teve pouquíssimas jogadas de gol e pouca emoção para os torcedores de ambos os lados.

O time tricolor até tinha a posse da bola, mas, embora atuasse com Conca e Souza, não conseguia criar as oportunidades. A primeira boa chance de gol só surgiu aos 41min do primeiro tempo, quando o próprio Conca invadiu a área pelo meio em, grande jogada individual, e chuta em cima do goleiro Cléber, que segurou com firmeza.

Dois minutos mais tarde, veio o principal lance da etapa inicial. Em cobrança de escanteio de Souza, Digão cabeceou para nova defesa de Cléber. Na sequência, a bola, caprichosamente, bateu na trave e não entrou.

Após o fraco primeiro tempo, o Fluminense voltou mais disposto depois do intervalo. Logo aos 6min, Souza fez o que o time não conseguiu durante quase todos os primeiros 45 minutos. O meia bateu no canto e obrigou Cléber a se esticar todo para espalmar a bola.

Ainda nos minutos iniciais, o time tricolor teve mais duas grandes chances para abrir o placar. Aos 12min, Conca cobrou falta para a área, Gum cabeceou e o arqueiro rival novamente fez ótima defesa. Dois minutos depois, foi a fez de Souza levantar bola parada para a área e de Rafael Moura testar. Desta vez foi o travessão que salvou o Madureira.

De tanto insistir na bola parada, o Fluminense não poderia abrir o placar de outra maneira. Aos 30min da segunda etapa, o atacante Rafael Moura novamente foi decisivo. Conca cruzou em cobrança de falta pela meia direita e o centroavante desviou de cabeça para garantir a vitória e a primeira posição do Grupo B da Taça Guanabara.

Fonte: Terra, www.terra.com.br