Red Bull vai testar proteção tipo avião de caça pela 1ª vez

Equipamentos do tipo serão obrigatórios a partir de 2017

A Red Bull vai testar seu sistema de proteção de cockpit durante os treinos livres para o GP da Rússia, que acontecem em duas sessões nesta sexta-feira (28). A expectativa é que o dispositivo seja utilizado somente em uma volta no carro de Daniel Ricciardo.

A proteção é considerada mais atraente visualmente do que o halo, testado pela Ferrari na pré-temporada. Porém, a Red Bull precisa comprovar para a FIA que o sistema é eficiente. A federação quer introduzir a proteção já na próxima temporada e está inclinada a optar pela polêmica solução usada pela Scuderia e desenvolvida pela Mercedes.

A Red Bull já testou seu modelo, que se assemelha à proteção de um avião de caça, em simulações estáticas e seus pilotos já a utilizaram no simulador do time. A ideia de fazer o teste na pista é tentar conquistar os fãs, que não aprovaram, em sua maioria, a solução experimentada pela Ferrari.

Mas a estética não será um fator primordial na escolha, como já avisou o diretor de provas da FIA, Charlie Whiting, em coletiva de imprensa.

"Pessoalmente, eu diria que é esteticamente mais agradável a solução (da Red Bull). Mas é apenas uma questão de gosto. No entanto, se ambas as soluções funcionarem igualmente bem em testes, eu ficaria surpreso se houver um enorme desejo de manter o halo."


Modelo de proteção que deverá ser testado pela Red Bull (Crédito: Reprodução)
Modelo de proteção que deverá ser testado pela Red Bull (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Uol