Renato Gaúcho culpa cansaço por fraco desempenho

Treinador diz que viagem de volta após jogo da Libertadores atrapalhou o time

A conquista da classificação do Grêmio para a final da Taça Piratini ? o primeiro turno do Campeonato Gaúcho, não foi tão fácil como se esperava. A vitória por 4 a 2 sobre o Cruzeiro-RS foi alcançada com dificuldades que, de acordo com o técnico Renato Gaúcho, se devem ao cansaço de sua equipe.

- O Cruzeiro ficou descansando, treinando, dormindo e comendo. Eles não têm culpa de nada. Fizemos uma viagem longa e cansativa.

O treinador voltou a elogiar a atitude da direção por fretar um avião para a viagem até Barranquilla. Mesmo assim, segundo ele, os efeitos do longo percurso e o fuso horário deixam os atletas cansados.

Apesar do alegado desgaste, a equipe teve a mesma escalação em relação ao jogo pela Libertadores, quando o desempenho no primeiro tempo foi muito fraco.

- Em alguns jogos os erros vão acontecer. Não existe equipe perfeita. Aconteceu na Colômbia. É sempre difícil jogar na Libertadores. Procuramos colocar a mesma equipe, pois sabíamos que era uma decisão.

O destaque do jogo foi Borges. O Centroavante marcou três gols pela primeira fez no ano, chegando a cinco na temporada. Apesar de atuar ao lado de André Lima, que também, é homem de área, o setor ofensivo tem funcionado, arrancando elogios do comandante.

- Eles estão se entendendo. Quando um não faz gol, o outro faz. Eles estão se saindo bem.

O Tricolor volta atuar na quinta-feira (3) contra o León, pela Copa Libertadores. A definição da data da decisão do primeiro turno do Gauchão ocorrerá na segunda-feira (28). Programada para sábado (5), a final deverá ser transferida para a quarta-feira (9) de cinzas devido ao calendário gremista.

Fonte: R7, www.r7.com