Renato Gaúcho se emociona e confirma despedida do Grêmio

Renato Gaúcho se emociona e confirma despedida do Grêmio

Treinador do Grêmio se despede do clube após 322 dias no comando

Após conversar com os jogadores, reservadamente, Renato Gaúcho confirmou em entrevista coletiva que não é mais técnico do Grêmio.

A decisão havia sido tomada no final da noite de quarta-feira, e foi aceita pela diretoria tricolor. Após 322 dias no comando técnico do clube no qual é o maior ídolo de toda sua história, Renato Gaúcho deixa o tricolor.

Às 15h40m ele ingressou na sala de conferências do Estádio Olímpico, onde há pouco conversara com os jogadores de forma emocionada, na despedida de um grupo que formou, caracterizado pela união em torno de sua imagem. Primeiro, o vice de futebol Antônio Vicente Martins confirmou a troca no comando.

- Estamos vindo aqui agora fazer o comunicado da saída do Renato. Ontem depois do jogo ele fez o pedido para a direção, que queria sair, nós pedimos um tempo, conversamos, e aceitamos. Temos certeza que é um até logo, porque Renato terá um retorno ao Grêmio no futuro - disse Vicente Martins.

De preto, como se demonstrasse o luto pela separação, Renato Gaúcho emocionou-se, embargou a voz, e chorou por mais de uma vez.

- Eu lembro quando cheguei aqui, dei a primeira entrevista para vocês ano passado, acredito que eu procurei ser o mais objetivo possível sempre, procurei tratar vocês com respeito, da mesma forma como sempre fui tratado com respeito por parte de vocês. Nós nunca tivemos nenhum problema. Da forma como agradeci ao grupo, quero agradecer a vocês. Faz parte do trabalho do treinador. Queria agradecer de coração à torcida... - interrompeu, cobrindo o rosto para chorar. Recomposto, tentou prosseguir:

- ...ao Grêmio, que é meu clube de coração. Tentei me dedicar nesse tempo todo. Fiz novas amizades, formamos um grupo maravilhoso.

Menos de dez minutos depois, a entrevista coletiva se encerrou, e Renato Gaúcho cumprimentou Vicente Martins, para então deixar definitivamente - neste momento da história do clube - o Estádio Olímpico.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com