Réver marca no fim, Atlético-Mineiro vira sobre Botafogo e briga por vice; 3 a 2

Réver marca no fim, Atlético-Mineiro vira sobre Botafogo e briga por vice; 3 a 2

Apenas um ponto atrás do Grêmio, o Atlético-MG segue na briga pelo vice

O Atlético-MG se manteve na briga pela vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Na tarde deste sábado, com um gol do zagueiro Réver aos 43min do segundo tempo, a equipe derrotou o Botafogo pelo placar de 3 a 2, de virada, e segue na cola do Grêmio pela segunda colocação, que garante uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores da América em 2013. Além do defensor da Seleção Brasileira, Bernard e Richarlyson anotaram para os mineiros; Antônio Carlos e Elkeson marcaram para os botafoguenses.

A virada espetacular conquistada no Engenhão deixou o Atlético-MG com 69 pontos, apenas uma trás do Grêmio, que derrotou neste domingo o Figueirense pelo placar de 4 a 2, em Florianópolis. Por outro lado, o Botafogo, sem objetivos para esta reta final de Brasileiro, permanece com 54, na sétima posição a uma rodada do final da temporada.

Tanto Botafogo quanto Atlético-MG se despedem do Campeonato Brasileiro diante de arquirrivais. No sábado, a partir das 19h30 (de Brasília), o clube de General Severiano encara o Flamengo, novamente no Estádio do Engenhão. Já a equipe comandada por Cuca encerra a ótima participação no Independência diante do Cruzeiro, no domingo, a partir das 17h, no último dia de disputas da Série A no ano de 2012.

Sem contar com Ronadinho, Bernard recebeu a missão de municiar o ataque do Atlético-MG. A maior liberdade não se limitou à movimentação, mas também nos lances de bola parada, geralmente cobrados pelo camisa 49. Na primeira chance de falta, o jovem atleticano não desperdiçou. Logo aos 14min, o talentoso meia-atacante cobrou a infração com categoria e acertou o ângulo direito de um imóvel Jefferson, que apenas observou a bola entrar na meta.

A primorosa cobrança de Bernard, entretanto, acabou apagada pelas falhas defensivas atleticanas. Uma das principais e mais conhecidas armas do Botafogo, a bola aérea se mostrou decisiva e eficiente. Aos 27min, o uruguaio Nicolás Lodeiro cobrou escanteio na medida para o zagueiro Antônio Carlos desviar de cabeça e empatar o confronto no Estádio do Engenhão.

Os cruzamentos do Botafogo atormentaram a defesa atleticana durante a primeira etapa. Dois minutos depois do empate, uma jogada originada em nova cobrança de escanteio registrou a mudança no marcador. Seedorf levantou a bola para a área e Antônio Carlos desviou para o meio. Elkeson aproveitou a falha no posicionamento para arrematar, completamente livre, e dar a vantagem aos cariocas ao final do primeiro tempo.

Na briga pela vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores, o Atlético-MG subiu de rendimento na etapa complementar. Apresentando boa variação ofensiva, especialmente com Bernard, a equipe mineira chegou ao empate, contudo, somente aos 36min. Jô recebeu pela ponta direita e cruzou para a segunda trave. Como elemento surpresa da jogada, Richarlyson arrematou de primeira e igualou o marcador.

O tento trouxe o ânimo necessário para o Atlético-MG iniciar uma enorme pressão no final do jogo. O maior volume de jogo resultou na virada do marcador. Aos 43min, Serginho fez grande jogada pela direita e tocou para Réver. Dentro da pequena área, o zagueiro da Seleção, que levantou na última quarta-feira o troféu do Superclássico das Américas, tocou para as redes de Jefferson e manteve o time na briga pelo vice.

Fonte: Terra, www.terra.com.br