Revigorado, Julio Cesar avisa: ""Agora o bicho começa a pegar""

Revigorado, Julio Cesar avisa: ""Agora o bicho começa a pegar""

As vaias já ficaram para trás. O próximo passo agora é conquistar definitivamente a torcida tricolor.

As vaias já ficaram para trás. O próximo passo agora é conquistar definitivamente a torcida tricolor. Com um histórico de altos e baixos com a camisa do Fluminense, Julio Cesar aos poucos vai ganhando terreno e conquistando seu espaço. Se as boas atuações nas últimas partidas já eram capazes de coloca-lo em igualdade de condições na briga com Carlinhos, que volta de lesão, pela camisa 6, o gol marcado diante dos Argentinos Juniors (vídeo ao lado) rendeu muitos pontos ao lateral-esquerdo.

Autor do gol que abriu o caminho para a vitória por 4 a 2, que garantiu a vaga tricolor nas oitavas de final da Libertadores, Julio Cesar disse que a jogada serviu para coroar sua momento com a camisa tricolor. Ele sabe, porém, que não pode se acomodar. Principalmente diante de partidas importantes como a semifinal da Taça Rio, com o Flamengo, e o confronto contra o Libertad, do Paraguai, pela competição continental.

- Estava precisando de um jogo assim. Ainda mais pela importância. Isso dá moral, dá confiança. Nós estamos muito contentes. O ano está apenas começando. Queremos ajudar muito o clube na Libertadores e no Carioca. Agora que o bicho começa a pegar. É só decisão e decisão importante. Antes ainda podíamos perder, tropeçar. Daqui para frente não dá mais.

Julio Cesar falou sobre mais um feito épico do elenco tricolor, que já contrariou a lógica ao evitar o rebaixamento no Brasileirão de 2009 para ser campeão no ano seguinte.

- Nosso grupo gosta de sofrer um pouquinho (risos). Mas já mostramos há dois, três anos que lutamos até o fim e honramos a camisa do Fluminense. Conseguimos mais uma classificação que ninguém esperava. O Fluminense novamente deixou os matemáticos na mão.

Pela Libertadores, o próximo compromisso do Fluminense acontece na próxima quarta-feira, às 21h50m (de Brasília), no Engenhão, diante dos paraguaios do Libertad. Antes, porém, há clássico de vida ou morte contra o Flamengo, domingo, às 16h, também no Engenhão.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com