Ricardo Oliveira dá vitória ao São Paulo contra Guarani

Ricardo Oliveira dá vitória ao São Paulo contra Guarani

Com o resultado, o time tricolor segue na oitava colocação, com 34 pontos

O São Paulo recebeu o Guarani nesta quarta-feira no Morumbi, e contou com o retorno de Ricardo Oliveira para vencer por 2 a 1. O atacante se recuperou de contusão e fez o gol da vitória da equipe paulistana. Com o resultado, o time tricolor segue na oitava colocação, com 34 pontos, enquanto os campineiros caem para a 12ª posição do Campeonato Brasileiro.

Marlos fez o primeiro gol da partida, ainda no primeiro tempo, e o Guarani empatou pouco antes do intervalo com Baiano, que converteu pênalti polêmico.

Após grande atuação no clássico com o Palmeiras, Lucas deixou o ataque do São Paulo e voltou a sua posição original, no meio de campo. Na frente, Marlos retornou aos titulares e fez dupla com Fernandão.

Já o Guarani contou com dois desfalques por contrato. O capitão Renan e o atacante Mazola, destaque da equipe, não jogaram por serem atletas do São Paulo, atuando pelo time de Campinas via empréstimo.

Primeiro tempo

O jogo começou animado, e com apenas três minutos o Guarani ficou perto de marcar. Reinaldo ganhou briga após bola aérea e chutou para boa defesa de Rogério Ceni. A resposta do São Paulo saiu aos 10min, em grande jogada de Richarlyson. O camisa 20 dominou na área, driblou o marcador, chutou forte e viu Márcio Careca salvar em cima da linha.

Apesar da forte marcação no meio de campo das duas equipes, a partida seguiu movimentada, uma vez que os times erravam passes. Aos 14min, o time da casa abriu o placar com Marlos. O meia-atacante recebeu na área, driblou duas vezes Ailson e chutou por baixo de Douglas.

O Guarani respondeu três minutos depois, e Baiano ficou muito perto do empate. O camisa 8 recebeu sem marcação em lance de contra-ataque e chutou em cima de Rogério Ceni, que deixou o gol. Após o desvio no goleiro, a bola saiu à direita da trave. Aos 18min, Marlos teve boa chance de fazer o segundo após passe de Jorge Wagner, mas chutou para fora. Lucas também era opção no lance.

O São Paulo apostava na troca veloz de passes entre Marlos e Lucas, que muitas vezes tentavam entrar na área adversária à base da técnica. A estratégia, porém, parava na marcação do Guarani. O time visitante também pressionava, e encontrava a mesma dificuldade para chegar ao gol.

A partida seguiu com velocidade no meio de campo e as marcações vencendo os ataques, e parecia que o 1 a 0 persistiria até o intervalo. Aos 44min, porém, Baiano caiu enquanto era marcado por Miranda, e o árbitro assinalou pênalti. O próprio camisa 8 cobrou e converteu a penalidade, empatando o jogo.

Após o intervalo

No segundo tempo, o São Paulo contou com o retorno de Ricardo Oliveira, que se recuperou de lesão e entrou no lugar de Fernandão. Logo no primeiro minuto, o atacante cruzou pela esquerda e mandou pela linha de fundo. O time da casa ameaçou novamente aos 4min, em chute forte de Jorge Wagner que foi defendido por Douglas.

O São Paulo passou a manter a partida em seu campo de ataque, apostando na bola aérea para vencer a marcação do Guarani. O time de Campinas se fechou na defesa e apostou nos contra-ataques. Baiano ficou perto de marcar ao desarmar de Alex Silva na área, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Aos 18min, o jogo aéreo são-paulino enfim funcionou. Richarlyson cabeceou em cobrança de escanteio e Dagoberto completou no travessão. No rebote, Ricardo Oliveira apareceu bem posicionado e mandou para o fundo das redes de canela. O Guarani passou a sair mais para o jogo e, ao mesmo tempo, deixou mais espaços na defesa. Aos 23min, Ricardo Oliveira foi lançado e chutou cruzado para a boa defesa de Douglas.

A equipe de Campinas teve boa chance de empate aos 28min, com Geovane, que finalizou para fora. Cinco minutos depois, Rogério Ceni cobrou falta na entrada da área, mas o chute ficou na barreira. O Guarani cresceu no jogo, pressionando o adversário no campo de defesa em busca do empate.

Geovane arriscou bonito chute de fora da área aos 35min, e Ceni espalmou à linha de fundo. O São Paulo usou bem os contra-ataques e ficou perto de ampliar, mas pecou nas finalizações. Aos 42min, Richarlyson cruzou pela esquerda, Jean desviou e Douglas defendeu. Dois minutos depois, Casemiro recebeu em posição irregular, foi à linha de fundo e cruzou na área. Ricardo Oliveira, em frente ao gol, chutou fraco, facilitando a defesa do goleiro do Guarani.

FICHA TÉCNICA

São Paulo 2 x 1 Guarani

Gols

São Paulo: Marlos, aos 14min do 1º tempo, e Ricardo Oliveira, aos 18min do 2º tempo

Guarani: Baiano, aos 46min do 1º tempo

Ponto Forte do São Paulo

Jogadas velozes puxadas por Marlos e Casemiro deram trabalho ao Guarani.

Ponto Forte do Guarani

A defesa soube conter os ataques do São Paulo em boa parte do jogo.

Ponto Fraco do São Paulo

A defesa abusou dos erros de passe e da desatenção, contando com o mau dia dos atacantes do Guarani para não sofrer mais gols.

Ponto Fraco do Guarani

Desperdiçou muitas finalizações e perdeu a chance de sair com um resultado melhor do Morumbi.

Personagem do jogo

Ricardo Oliveira: entrou no segundo tempo e fez o gol da vitória do São Paulo.

Lance polêmico

Aos 44min do primeiro tempo, Baiano caiu na área enquanto era marcado por Miranda, e o juiz considerou penalidade no lance.

Esquema Tático do São Paulo

3-5-2

Rogério Ceni; Rodrigo Souto, Alex Silva e Miranda; Jean, Casemiro, Jorge Wagner, Marlos (Dagoberto) e Richarlyson; Lucas (Zé Vitor) e Fernandão (Ricardo Oliveira). Técnico: Sérgio Baresi

Esquema Tático do Guarani

4-5-1

Douglas; Rodrigo Heffner, Fabão, Ailson e Márcio Careca; Maycon, Paulo Roberto, Baiano (Mário Lúcio), Fabiano e Apodi (Geovane); Reinaldo (Ricardo Xavier). Técnico: Vagner Mancini

Cartões amarelos

São Paulo: Miranda e Richarlyson

Guarani: Baiano, Fabiano, Reinaldo e Douglas

Árbitro

Marcelo Aparecido de Souza (SP)

Local

Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Fonte: Terra, www.terra.com.br