Rizek critica uso de Robinho como "exemplo de fracasso" para Neymar

Comentarista do SporTV elogia o atacante do Milan e diz que cobranças ao jogador são exageradas: "A gente é muito cruel com o Robinho"

Em 2005, Robinho deixou o Santos e assinou com o Real Madrid. Foi campeão espanhol e italiano (pelo Milan), mas não se tornou o melhor jogador do mundo. Nesta semana, Neymar deixou a Vila Belmiro para assinar com o Barcelona. Para o comentarista André Rizek, as comparações entre os dois atacantes são cruéis.

- A gente é muito cruel com o Robinho, trata o Robinho como se ele fosse um tremendo fracasso. O Robinho jogou duas Copas do Mundo. Em 2006, foi reservas e estava bem. Só não foi titular contra a França, no jogo decisivo, porque se machucou. Em 2010, também fez uma boa Copa. O Robinho não é um fracassado - afirmou André Rizek, no "Troca de Passes".


Rizek critica uso de Robinho como

O comentarista ainda elogiou a atuação de Neymar na partida entre Brasil e Inglaterra, no Maracanã. No entanto, afirmou que o atacante preferiu resolver sozinho algumas jogadas em que a melhor opção seria passar a bola para algum companheiro.

- O Neymar, diante da ruindade do Santos, começou a preferir chutar de fora da área. O Neymar está trazendo para a Seleção essa mentalidade, de que precisa resolver tudo sozinho. Eu gostei da atuação do Neymar, achei positiva. Mas a gente é exigente, está procurando onde o Neymar ainda pode melhorar.

O comentarista Carlos Eduardo Lino discorda. Na sua opinião, Neymar precisa ser menos solidário e buscar mais jogadas individuais.

- O Neymar está chamando pouco a responsabilidade para ele na Seleção. Para mim, ele é solidário demais. Eu sinto falta do Neymar que parte para cima dos zagueiros, que rompe a defesa adversária driblando. O Neymar precisa ser mais abusado, mas, às vezes, ele acaba sendo burocrático.

Fonte: GloboEsporte