Roberto Carlos sofre ofensa racista em jogo na Rússia

Roberto Carlos em ação na derrota diante do Zenit

O lateral esquerdo Roberto Carlos foi alvo de racismo na derrota por 2 a 0 do seu time, o Anzhi Makhachkala, diante do Zenit, em São Petesburgo. Um torcedor local ofereceu uma banana ao brasileiro na entrada das equipes em campo. Embora os atos lamentáveis não tenham se repetido durante o embate, a vitória do Zenit ficou marcada pelo episódio.

"Antes dos jogos, os capitães entram à frente dos times levando a bandeira da Rússia. A foto foi feita no acesso ao campo, mas ainda deixa os jornalistas muito confusos, já que no decorrer do jogo, repito, não houve incidentes do tipo", afirmou Boris Bogdanov, repórter russo do jornal Sport Express.

"Essa foto está gerando uma discussão muito grande pois foi feita de um ângulo muito desfavorável, não dá para saber se a intenção do torcedor era realmente essa. Já houve casos em São Petesburgo de torcedores atirando bananas no campo, mas não durante o jogo contra o Anzhi", completou Boris.



Zenit é recorrente

A Uefa já ameaçou expulsar o Zenit da Copa da Uefa em 2008 por conta de atos racistas da torcida na partida contra o Olympique de Marselha, também em São Petesburgo. Durante aquele jogo, a torcida ofendeu jogadores negros da equipe francesa.

Dick Advocaat, técnico do Zenit à época, chegou a afirmar em entrevista que os fãs proibiam a presença de jogadores negros na equipe. Ele disse que "contrataria qualquer um para o time, mas não podia fazer isso por causa dos torcedores", e que "não entendia a postura deles".

No último final de semana, outro brasileiro foi vítima de racismo: Marcelo, lateral esquerdo do Real Madrid, ouviu gritos de "macaco" vindos das arquibancadas do Vicente Calderón, no clássico com o Atlético de Madrid. O Real venceu por 2 a 1.

Fonte: Terra, www.terra.com.br