Robinho admite procura do Santos e um possível retorno

Robinho admite procura do Santos e um possível retorno

Em contato com a reportagem, o presidente do time alvinegro negou ter procurado o Milan.

O torcedor do Santos pode ter um grande presente de aniversário atrasado em 2012. Com o centenário do clube sendo comemorado no próximo sábado, dia 14 de abril, pode pintar na Vila Belmiro um reforço de peso para vestir a camisa alvinegra a partir do segundo semestre. Trata-se do atacante Robinho, ídolo na Vila Belmiro e atualmente no Milan-ITA.

"Tudo é possível. Por enquanto ninguém do Santos me comunicou de nada, mas teve um diretor daqui (do Milan) que me falou que o Santos procurou o Milan", afirmou o jogador, em entrevista exclusiva ao Terra concedida na última sexta-feira.

Em contato com a reportagem, o presidente do time alvinegro, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, negou ter procurado o Milan, mas não descartou trazer o atacante novamente ao clube para o centenário. Entretanto, o mandatário ressaltou as dificuldades da negociação e acrescentou que o jogador é sempre um desejo da equipe da Vila Belmiro.

"O Robinho é nosso sonho de consumo, só que ele tem contrato com o Milan e, da última vez vez que falamos com ele, ele disse que era difícil. Mas da minha parte eu adoraria que ele viesse, só que precisamos saber em que condições e a que preço. Se soubermos que dá, vamos atrás", declarou o presidente.

Para viabilizar a vinda de Robinho, o clube alvinegro não deve ter vida fácil. Isso porque apenas um atrativo como a disputa do Mundial de Clubes poderia dar o devido retorno financeiro ao time da Vila Belmiro e, para isso, o Santos precisaria vencer a Copa Libertadores novamente neste ano. A primeira parte da missão já está praticamente concluída: os santistas podem até perder na última rodada para avançar às oitavas de final (tem vantagem de nove gols no saldo sobre o The Strongest).

O Terra apurou que a cúpula santista conversou, no fim da temporada passada, com alguns investidores buscando parcerias que ajudassem para um novo retorno de Robinho pelo período de seis meses. Mas, com o sucesso da equipe italiana na temporada europeia e com Robinho como titular do time, a transação ficou encostada e não avançou.

Contudo, a queda recente dos milaneses nas quartas de final da Liga dos Campeões tornaria o acordo novamente possível. O jogador viria como principal reforço para evitar que o clube sucumba novamente na decisão e, por isso, justificaria o alto investimento. A ideia de envolvê-lo em troca com o meia Paulo Henrique Ganso, sonho antigo do Milan, também ganhou força nos últimos dias.

É público o interesse do Milan no futebol de Ganso há algum tempo. O diretor esportivo dos italianos, Adriano Galliani, sempre que possível reafirma a vontade em contratar o camisa 10 santista, que viria para rejuvenescer o meio de campo milanês. O jogador, por usa vez, aprova a ideia de defender a equipe de Milão desde que as primeiras sondagens surgiram, em 2010.

A troca por Robinho cairia bem entre a cúpula do Santos, que aprovaria o adeus de um atleta que constantemente entra em atrito com a diretoria por outro que é considerado um dos maiores ídolos da história recente da Vila Belmiro. Outra hipótese seria de que o Milan emprestaria seu camisa 70 ao Santos até o fim de 2012, em troca de conseguir fechar a compra de Ganso por um valor mais acessível. Assim, Paulo Henrique se transferiria à Itália apenas em janeiro de 2013. Mas, para Robinho, os italianos dificultariam sua saída.

"Atualmente estou vivendo uma boa fase no Milan e acho difícil eles me negociarem. Mas tudo que é relacionado ao Santos meu coração bate mais forte, então basta conversar. Se tiver bom para as três partes, ótimo", disse Robinho. "Só que eu acho que o Milan não tem interesse", acrescentou. Mesmo assim, o eterno camisa 7 deixou claro que ajudaria para que um eventual empréstimo ao Santos acontecesse. "Sem dúvidas. Se fosse bom para mim, com certeza".

Fonte: Terra