Rodada ruim faz Palmeiras voltar ao zero em lutra contra a degola

Após vencer duas partidas seguidas, derrota no clássico freou a reação palmeirense

A situação do Palmeiras está cada vez mais complicada. A distância para o Coritiba, primeira equipe fora da zona do rebaixamento, é de seis pontos.


Rodada ruim faz Palmeiras voltar à estaca zero em luta contra a degola

Há três rodadas, a diferença era de oito pontos. Com a chegada do técnico Gilson Kleina, o Verdão esboçou uma reação e venceu duas partidas seguidas, contra Figueirense e Ponte Preta, diminuindo a diferença para três pontos. Sair da zona da degola parecia questão de tempo.

Porém, bastou uma rodada ruim para que a situação voltasse praticamente à estaca zero. Com a derrota por 3 a 0 no clássico contra o São Paulo e a vitória do Coritiba sobre a Ponte Preta, a distância aumentou para seis pontos, apenas dois a menos do que há três rodadas, quando a equipe viveu um bom momento.

Faltando dez rodadas para o final do campeonato, o Palmeiras se apoia nos cálculos para saber quantas vitórias precisa atingir para não ser rebaixado. Os especialistas apontam que para escapar da degola, o ideal é somar entre 42 e 45 pontos.

Se em três rodadas a equipe reduziu apenas dois pontos a diferença para o primeiro clube de fora da zona do rebaixamento ? de oito para seis ? o confronto direto contra o Coritiba, na próxima rodada, será decisivo para a permanência ou não na 1ª divisão.

Caso a equipe perca para o Coxa na quinta-feira (11), em Araraquara, a distância para sair da zona do rebaixamento poderá aumentar para nove pontos, dependendo dos resultados da rodada.

Se isso acontecer, o Palmeiras precisará somar no mínimo sete vitórias em dez partidas, algo inédito na atual edição do Campeonato Brasileiro.

Logo após a derrota para o São Paulo, o treinador Gilson Kleina procurou manter a tranquilidade, mesmo com a situação se complicando cada vez mais.

? É um jogo de cada vez. Não é uma derrota que vai tirar a nossa convicção.

Fonte: r7