Romário é condenado por evasão fiscal pela justiça

O problema com a Justiça surgiu quando Romário deixou de pagar por três meses o acordo que havia feito.

O ex-jogador Romário foi multado e condenado pela Justiça Federal a dois anos e meio de prestação de serviços comunitários por evasão fiscal. Ele terá de pagar R$ 391 mil por não ter pago corretamente os impostos pelos salários que recebeu em 1996, quando defendeu o Flamengo.

Esta sentença já é apelativa, mas ele ainda poderá recorrer. Em primeira instância, Romário havia sido condenado a três anos e meio de prisão e teria de pagar uma multa de mais de R$ 1 milhão.

O processo foi movido pelo fisco porque o ex-jogador do Vasco, Flamengo e Barcelona, entre outros times, não declarou o salário, prêmios, gratificações e direitos de imagem, entre outros vencimentos.

O problema com a Justiça surgiu quando Romário deixou de pagar por três meses o acordo que havia feito. Alexandre Lopes, advogado do atacante, avisa que ele já pediu a renegociação da dívida ao fisco, para suspender a penalização. Se não conseguir, o advogado vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça e ao Supremo Tribunal Federal.

Fonte: Terra, www.terra.com.br