Ronaldinho Gaúcho cobra R$ 15 mi do Fla por danos morais

Ronaldinho Gaúcho cobra R$ 15 mi do Fla por danos morais

O time jurídico de Ronaldinho Gaúcho de novo entrou em campo na tarde desta quinta-feira-feira

O time jurídico de Ronaldinho Gaúcho de novo entrou em campo na tarde desta quinta-feira-feira para protocolar uma nova ação contra o Flamengo. Desta vez, o jogador pede na Justiça R$ 15 milhões de indenização por danos morais. A ação deverá ser distribuída para a 9ª Vara do Trabalho do Rio, 48 horas depois de Assis, empresário e irmão de Ronaldinho, ter acionado o clube em Porto Alegre, cobrando quase um R$ 1 milhão, dívida referente a uma comissão que diz não ter recebido.

A ação de Ronaldinho é uma resposta ao ataque dos dirigentes do Flamengo que, inconformados com a perda do jogador, passaram a difamá-lo na imprensa - o vice jurídico Rafael De Piro chegou a afirmar que o clube tinha um exame que detectara teor alcoólico no sangue de Ronaldinho, o que mais tarde foi desmentido.

"A ação é contra o Flamengo, embora estejam citados os nomes das pessoas que falaram em nome do clube. Os principais depoimentos de ataque ao Ronaldo vieram do (Rafael) De Piro (vice jurídico). Também citamos os depoimentos ofensivos da presidente Patricia (Amorim) e do Zinho (diretor de futebol). Chegaram a insinuar que o rapaz era um alcoólatra que trabalhava bêbado. Tentaram denegrir a imagem do atleta diante de terceiros e patrocinadores. Incitaram...", explicou o advogado do jogador, Sérgio Queiroz, que colheu da internet as provas que sustentam a ação.

Fonte: Extra