Até o final deste ano, Ronaldinho custará R$ 13,7 mi ao Flamengo

Até o final deste ano, Ronaldinho custará R$ 13,7 mi ao Flamengo

Isso sem contar os R$ 4,5 milhões de seis meses de atrasos na parte dos vencimentos que cabia à Traffic e que deverão ser quitados pelo clube

Com o rompimento com a Traffic, o Flamengo terá que buscar recursos e dinheiro para que, de solução, Ronaldinho Gaúcho não passe a ser um problema para a asfixiada saúde financeira do clube. Sem os R$ 750 mil mensais da empresa de marketing esportivo, o Rubro-Negro terá nos 11 meses restantes de 2012 um gasto de R$ 13,750 milhões com os salários do jogador, que tem contrato até o fim de 2014. Isso sem contar os R$ 4,5 milhões de seis meses de atrasos na parte dos vencimentos que cabia à Traffic e que deverão ser quitados pelo clube.

- É viável e não prejudicará as finanças do clube. Os R$ 13 milhões já estão pagos, pois temos o dinheiro da Cosan (R$ 8 milhões, com uma fatia também destinada ao pagamento de Vagner Love ao CSKA), mais R$ 5 milhões da Mobil (barra da camisa). E, agora, o clube vai poder explorar a imagem dele, o que não acontecia quando tinha a Traffic. E ainda temos o espaço no ombro da camisa e o patrocinador master ? disse a presidente Patricia Amorim, por meio de sua assessoria de imprensa.

Na gestão de Patricia, uma das principais bandeiras é o pagamento dos salários em dia. A diretoria tenta agilizar a saída de Alex Silva, que recebe R$ 300 mil por mês. Além disso, a negociação do atacante Jael com o Sport e o término de contrato do meia Petkovic, do volante Fernando e do zagueiro Ronaldo Angelim no fim do ano passado aliviam a folha salarial. Thiago Neves também recebia salário polpudo, mas Love tem vencimentos superiores ao do ex-camisa 7. O Artilheiro do Amor e Deivid têm partes dos salários pagos pela Olympikus.

O Rubro-Negro também busca um patrocinador master para a camisa, com valores entre R$ 20 milhões e R$ 25 milhões. O dinheiro ajudaria nas finanças e para manter os salários em dia. Recentemente, a Amil encerrou as negociações que eram dadas como adiantadas, e o clube segue no mercado em busca de empresas.

Para dar garantias do pagamento a Ronaldinho, o Flamengo tem a possibilidade de realocar o contrato do jogador ao contrato dos direitos de transmissão de TV dos jogos do time. Com o fim da parceria, um novo contrato deverá ser assinado. Assis, que retorna de viagem no fim da semana, quer garantias de que o clube vai honrar com seus compromissos.

Fla e Traffic: caso de Justiça

Com o fim do casamento entre Flamengo e Traffic, o caso pode terminar na Justiça. O Rubro-Negro, que se dispôs a bancar integralmente o salário mensal de R$ 1,250 milhão ao camisa 10, cobra uma quantia que pode variar de R$ 6 milhões a R$ 12 milhões. A empresa de marketing esportivo prepara sua resposta e também fará cobranças ao clube, mas a ação e valores não foram divulgados. Certo é que o divórcio está decretado e o caso pode parar na Justiça.

Fonte: GloboEsporte