Ronaldinho Gaúcho marca no fim e Atlético-MG empata

Ronaldinho Gaúcho marca no fim e Atlético-MG empata

O empate por 2 a 2 levou o time mineiro a 66 pontos e determinou a aproximação do São Paulo na briga pela terceira colocação

Um gol salvador de Ronaldinho aos 46min do segundo tempo impediu que o Atlético-MG sofresse em pleno Estádio Independência uma derrota para o lanterna e já rebaixado Atlético-GO, neste domingo. O empate por 2 a 2 levou o time mineiro a 66 pontos e determinou a aproximação do São Paulo na briga pela terceira colocação do Campeonato Brasileiro, que dá vaga direta à Copa Libertadores - a equipe paulista venceu o Náutico por 2 a 1 no Morumbi e diminuiu a diferença para quatro pontos, restando seis em disputa.

Já o Atlético-GO, com 27 pontos, segue em último, com três pontos a menos que o 19º colocado Figueirense. Rayllan e Patric marcaram os gols do time goiano ainda nos primeiros 15 minutos da etapa inicial, enquanto o zagueiro Réver descontou para o Atlético-MG pouco depois. Já nos acréscimos, Ronaldinho - que já havia acertado incríveis três bolas na trave em cobranças de falta - aproveitou sobra da zaga e finalizou rasteiro para decretar a igualdade.

Na próxima rodada, a 37ª e penúltima do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG visita o Botafogo no Rio de Janeiro às 17h (de Brasília) de domingo, no Engenhão. No mesmo dia e horário, o Atlético-GO volta a jogar fora de casa, dessa vez contra o Palmeiras, no Pacaembu.

O jogo

Em dia de homenagens a Ronaldinho, que recebeu estátua pelo bom desempenho com a camisa alvinegra e ouviu os pedidos da torcida para ficar em 2013, o clube alvinegro partiu para cima pensando em decidir a partida logo no início, mas o ímpeto dos donos da casa caiu por terra logo aos 3min.

Em contra-ataque fulminante, o lateral direito Adriano colocou Diogo Campos na linha de fundo e o atacante cruzou para o meio da área. O goleiro Victor desviou de leve e a bola ficou limpa para o meia Rayllan abrir o placar. Os mineiros tentaram reagir em cabeçada de Leonardo Silva, mas Márcio evitou o empate.

Quando retomava a pressão, o Atlético-MG sofreu novo baque. Novamente em contra-ataque, o Atlético-GO chegou pela esquerda e o improvisado Ernandes tocou com estilo para o centroavante Patric apenas empurrar para as redes. Já sob vaias da torcida, o time de Cuca conseguiu esboçar a reação. Bernard pegou sobra na entrada da área, bateu mascado e o capitão Réver apareceu para tocar na saída de Márcio e descontar.

Na pressão, os mandantes ainda buscaram o empate antes do intervalo, mas pararam em Márcio - que voou para espalmar cobrança de falta de Ronaldinho - e no travessão, após cabeceio de Jô. Logo na volta do intervalo, o time mineiro perdeu outra grande oportunidade: Bernard fez linda jogada pela esquerda, cortou para o meio e acertou o pé da trave.

Sem conseguir pressionar o lanterna, o Atlético-MG só voltou a chegar com perigo aos 23min do segundo tempo. Leandro Donizete cruzou e Jô mandou por cima, cara a cara com Márcio. Irritada, a torcida que vaiou Guilherme no primeiro tempo passou a criticar o time todo, e perdia a paciência em cada erro dos jogadores.

Em cobrança de falta, Ronaldinho voltou a aparecer no jogo, mas o travessão salvou o Dragão mais uma vez. A bola quicou em cima da linha e causou desespero nos donos da casa. Na sequência, o camisa 49 ainda cobrou mais duas faltas e parou novamente na trave de Márcio, em sequência inacreditável.

De tanto insistir, o homenageado do dia acabou saindo de campo como herói do empate mineiro. Aproveitando rebote de chute de Neto Berola, Ronaldinho soltou a bomba e viu a bola passar por toda a zaga até morrer no canto direito de Márcio para garantir o empate no último lance do jogo.

Fonte: Terra