Ronaldo afirma que vai casar depois da Copa do Mundo 2014 e aprova revelação de jogador gay

Ronaldo afirma que vai casar depois da Copa do Mundo 2014 e aprova revelação de jogador gay

Sou um homem moderno e acho que todo mundo deveria dizer abertamente o que pensa e o que sente, disse ele

O ex-jogador Ronaldo revelou ao jornal alemão Bild que pretende se casar com a namorada, Paula Morais, logo depois da Copa do Mundo de 2014, da qual é membro do comitê organizador. O Fenômeno visitou a redação da publicação junto com uma delegação da Fifa e disse que gostaria de ver uma final do Mundial deste ano entre Brasil e Alemanha.

"Fiz um plano com minha namorada Paula. É só o Brasil ganhar a Copa e logo nos casamos. Sonho com uma final contra a Alemanha no Maracanã. Isso seria histórico", disse Ronaldo, que também comentou a revelação do ex-meia da seleção alemã, Thomas Hitzlsperger, que assumiu ser homossexual em entrevista a outro periódico do país.

"Sou um homem moderno e acho que todo mundo deveria dizer abertamente o que pensa e o que sente. Por sorte o mundo está mudando cada vez mais. A aceitação dos gays está aumentando. Só posso dar boas vindas (a atitudes como essas) dessa maneira", afirmou o Fenômeno.

Ronaldo também brincou com sua atual forma física. "Há um pequeno problema. É mais fácil ganhar peso do que perde-lo de novo. Hoje peso 105 kg, houve momentos em que pesei 122, então está bom". Perguntado se pratica ainda algum esporte, o ex-jogador disse que ainda arrisca um futebol. "Mas quase não posso jogar porque tenho muita dor nas articulações".

O ex-jogador também revelou em quais times gostaria de atuar hoje em dia. "Como sempre, o Real Madrid, e também o Bayern de Munique. Joguei com o Pep Guardiola no Barcelona e seria muito bom se ele fosse meu treinador", disse Ronaldo, que apontou Özil e Müller como principais nomes do futebol alemão na Copa do Mundo de 2014.

A reportagem do Bild ainda brincou com Ronaldo e perguntou se ele não chegava à Alemanha com a consciência pesada por "destruir nosso sonho na final da Copa do Mundo de 2002", quando o Fenômeno marcou os dois gols da vitória brasileira.

"Estou impressionado com a recepção amável que eu sempre tenho na Alemanha, francamente. Kahn (goleiro que falhou no primeiro gol de Ronaldo) e eu queríamos muito aquele título, mas eu tive um pouco mais de sorte. Mas eu tenho uma boa notícia. Se vocês voltarem a nos enfrentar no próximo verão (na Copa), eu não estarei lá", disse Ronaldo, entre risadas.

Fonte: UOL