Ronda pede fim de testes de maconha em atletas e explica motivo

'Não melhora performance. É por motivos políticos', declarou

Ronda Rousey não ficou nada feliz com a suspensão de Nick Diaz. O lutador foi flagrado, pela terceira vez, no teste antidoping por uso de maconha. A decisão, claro, gerou uma enorme maré de críticas pela punição, mas a lutadora decidiu usar o caso para se mostrar sua posição contrária ao teste da droga.


Image title

"Ninguém me perguntou nada disso, mas eu tenho algo a falar. Não é nada certo Nick Diaz ser suspenso por cinco anos por uso de maconha. Sou contra até que se teste para maconha. Não é uma droga que melhora a performance, não tem nada a ver com competição, só se testa por motivos políticos. Não há razão para se testar para maconha", afirmou ela.

A californiana ainda usou o evento de promoção de sua próxima luta para comparar a punição de Diaz com a de outros atletas, como do brasileiro Anderson Silva, que acabaram pegos pelo uso de esteroides.

"É muito injusto que uma pessoa que foi flagrada com esteroides, que podem machucar alguém de verdade, seja suspensa por um ano. E outra que fumou uma planta que pode fazê-la feliz seja suspensa por cinco anos".

Para Ronda, fazer teste para maconha em atletas é abusivo. "É uma invasão de privacidade. Eles não têm direito para isso".

Fonte: Com informações do Brasil Post