Roy Nelson "apaga" Minotauro com nocaute no 1º round em Abu Dhabi

O peso-pesado americano acertou uma série de seus tradicionais overhands no queixo do brasileiro

A mão direita de Roy Nelson fez mais uma vítima no UFC, e desta vez nem o conhecido poder de superação de Rodrigo Minotauro foi suficiente para parar o "Gordinho". O peso-pesado americano acertou uma série de seus tradicionais overhands no queixo do brasileiro, conseguiu dois knockdowns e o levou à lona com um nocautaço ainda no primeiro round, quando o relógio marcava 3m37s. O duelo foi o principal do card em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, na tarde desta sexta-feira (noite no local).

- Se não fosse por ele (Minotauro), não estaríamos lutando MMA. Ele é "o" peso-pesado. Obrigado por vir - disse Nelson no microfone, mostrando muito respeito pelo rival após a luta.


Roy Nelson

Minotauro começou a luta buscando encurtar a distância. Nelson acertou um gancho seguido de um overhand e já conseguiu o knockdown, mas o brasileiro se recuperou rapidamente. Minotauro passou a se distanciar

Em uma luta movimentada, o peso-pena americano Clay Guida conseguiu mais uma vitória no UFC, desta vez diante do japonês Tatsuya Kawajiri, por decisão unânime dos juízes (triplo 30 a 27). O triunfo foi o de número 31 da carreira de Guida, enquanto para Kawajiri a luta representou sua oitava derrota em 43 duelos até hoje.

A luta começou, como sempre, com Clay Guida movimentando-se de forma frenética no octógono, enquanto Kawajiri o mantinha à distância com jabs, e tentando um soco giratório, do qual Guida desviou-se. Segundos depois, o americano acertou um belo cruzado de direita que derrubou o japonês, indo imediatamente para as suas costas. Kawajiri defendeu a tentativa de finalização e manteve a luta em pé, na grade. O japonês buscou o braço de Guida e tentou uma kimura em pé, defendida pelo americano com uma cambalhota. Mesmo assim, o japonês manteve a pressão no braço e buscou uma chave de braço. Guida mais uma vez defendeu a tentativa de finalização e voltou às costas do rival.

Mostrando força, Guida levantou o adversário e o jogou no chão, mas o japonês rapidamente levantou-se. Após alguns segundos de troca de força, Kawajiri derrubou Guida, que fez o giro no chão e tentou aplicar a kimura, defendida pelo japonês segurando no seu próprio calção, o que é permitido pela regra.mais do americano e se esquivou bem de um cruzado. Nelson encaixou um jab, e Minotauro respondeu com um direto. Nelson aplicou um overhand duríssimo e deixou o rival completamente tonto. O americano evitou ir para o chão e esperou Minotauro se levantar. Na sequência, o "Gordinho" emendou outro overhand poderoso e levou Minotauro à lona, sem nem precisar da interrupção do árbitro. O baiano permaneceu "apagado" por alguns instantes até receber a ajuda dos médicos. Ele ficou bem, mas, por precaução, foi para o hospital e não compareceu à coletiva de imprensa pós-evento.

Aos 37 anos, Minotauro sofreu a nona derrota em 45 lutas na carreira, a terceira por nocaute. Ele vinha de outro revés, diante de Fabricio Werdum por finalização, em junho do ano passado. Já Roy Nelson, também de 37 anos, conquistou a vitória de número 20 em 29 combates até hoje, a 13ª por nocaute. Ele se recupera de duas derrotas seguidas, contra Stipe Miocic e Daniel Cormier.


Roy Nelson

Em uma luta movimentada, o peso-pena americano Clay Guida conseguiu mais uma vitória no UFC, desta vez diante do japonês Tatsuya Kawajiri, por decisão unânime dos juízes (triplo 30 a 27). O triunfo foi o de número 31 da carreira de Guida, enquanto para Kawajiri a luta representou sua oitava derrota em 43 duelos até hoje.

A luta começou, como sempre, com Clay Guida movimentando-se de forma frenética no octógono, enquanto Kawajiri o mantinha à distância com jabs, e tentando um soco giratório, do qual Guida desviou-se. Segundos depois, o americano acertou um belo cruzado de direita que derrubou o japonês, indo imediatamente para as suas costas. Kawajiri defendeu a tentativa de finalização e manteve a luta em pé, na grade. O japonês buscou o braço de Guida e tentou uma kimura em pé, defendida pelo americano com uma cambalhota. Mesmo assim, o japonês manteve a pressão no braço e buscou uma chave de braço. Guida mais uma vez defendeu a tentativa de finalização e voltou às costas do rival. Mostrando força, Guida levantou o adversário e o jogou no chão, mas o japonês rapidamente levantou-se. Após alguns segundos de troca de força, Kawajiri derrubou Guida, que fez o giro no chão e tentou aplicar a kimura, defendida pelo japonês segurando no seu próprio calção, o que é permitido pela regra.


Roy Nelson

No segundo round, após uma tentativa de chute alto de Kawajiri, Guida levou a luta para a grade, pressionando o rival. O japonês defendeu a tentativa de queda e pegou o braço de Guida, que mais uma vez livrou-se do golpe com um rolamento para trás. Novamente na grade, o americano conseguiu uma derrubada, mas Kawajiri levantou-se imediatamente. Guida mantinha o plano de luta de pressionar o japonês na grade, não dando espaço para as tentativas de finalização. Mesmo assim, o japonês quase encaixou um triângulo invertido, que foi defendido com Guida livrando a cabeça e voltando a pressionar o rival na grade até o intervalo.

O terceiro e último round começou com a tentaiva de trocação de ambas as partes. O japonês encurtou a distância buscando o double leg, mas Guida fez o sprawl e defendeu, tentando aplicar uma guilhotina. O americano aplicou uma série de cotoveladas na cabeça de Kawajiri, que manteve a pressão nas grades, travando a perna do americano. A dois minutos do fim, Guida livrou-se e voltou a lutar em pé. O japonês continuava tentando os socos giratórios, mas já sem a mesma velocidade. Novamente na grade, Guida deixou o pescoço exposto e o japonês encaixou uma guilhotina. O americano jogou Kawajiri no chão, mas nem assim ele largou o seu pescoço. Com calma, Guida livrou o pescoço e ficou por cima até o fim do duelo.

Em um combate entre dois meio-médios (até 77kg) em plena ascensão, o americano Ryan LaFlare derrotou o compatriota John Howard por decisão unânime dos jurados em Abu Dhabi. O detalhe é que o rendimento de Howard foi prejudicado por conta de uma joelhada nos "países baixos" no meio do segundo round, que quase o fez abandonar a luta. Com o triunfo, LaFlare chegou a um cartel de 11-0, com quatro vitórias no UFC.

LaFlare começou chutando baixo para distrair Howard e logo conseguiu a queda. Howard fez força para sair de baixo, mas LaFlare o manteve na posição e ensaiou um triângulo de mão. Os dois se levantaram, e LaFlare pressionou o rival contra a grade. Depois, acertou boa joelhada no corpo, enquanto Howard encaixou alguns cruzados.

No segundo round, Howard pesou a mão e aplicou um knockdown ao acertar uma bomba no rosto de LaFlare. Howard foi para cima e trabalhou o ground and pound, mas LaFlare projetou o quadril para cima e inverteu a posição. Novamente de pé, Howard tomou a tal joelhada nos "países baixos" e precisou de alguns minutos para se recuperar, enquanto fazia cara de muita dor. No retorno, ele tomou uma rasteira e ficou por baixo do rival, mas não demorou muito para ficar de pé. LaFlare clinchou e botou Howard com as costas na grade. Howard se desgrudou e soltou uma boa combinação no rosto do compatriota.


Roy Nelson

Howard desequilibrou LaFlare no início do terceiro assalto, mas foi quedado na sequência. Quando se levantou, acertou mais uma boa combinação e chegou a balançar o adversário. Os dois voltaram ao chão, e LaFlare grudou bem em Howard, trabalhando o ground and pound. LaFlare ensaiou um katagatame, e Howard se mexeu rapidamente e partiu para uma chave de joelho, que não deu certo. LaFlare colou nas costas e aplicou mais golpes até o fim do período.

O americano de origem palestina Ramsey Nijem mostrou muita agressividade diante do iraniano Beneil Dariush na abertura do card principal do "UFC: Nogueira x Nelson", em luta empolgante pela categoria dos leves (até 70kg). Com uma trocação muito afiada, Nijem venceu aos 4m20s do primeiro round, por nocaute técnico. Esta foi a primeira derrota de Beneil Dariush em oito lutas, e também a nona vitória em 13 lutas de Ramsey Nijem

A luta começou com Nijem buscando os chutes altos, recebendo a resposta imediata de Dariush. Bastante agressivo, Nijem buscava os golpes fortes, mas Dariush, mostrando calma, aos poucos cadenciava a luta e controlava as investidas do americano. Na metade do round, Ramsey Nijem acertou um cruzado de direita no rosto do iraniano, e depois, na sequência, acertou um direto que derrubou Dariush. Por cima no chão, Nijem acertou uma sequência devastadora de golpes, muito bem absorvidos pelo rival.


Roy Nelson

Fonte: G1