Rubens Barrichello e inglês Button são punidos e perdem cinco posições no grid da largada

Fernando Alonso, da Renault, e Adrian Sutil, da Force India, foram punidos pelo mesmo motivo

O piloto brasileiro Rubens Barrichello e o inglês Jenson Button foram punidos neste sábado (3) e perderam cinco posições no grid de largada para o Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1, que será às 2h (de Brasília) deste domingo (4).

Barrichello, que largaria em quinto, caiu para a nona posição. Isso porque Timo Glock, da Toyota, que ficaria na frente do brasileiro no grid, sairá dos boxes, em 19º, porque terá que trocar o chassi de seu carro - o alemão sofreu um forte acidente e teve que ser levado ao hospital por causa de um corte profundo na perna.

Button, que fez o sétimo melhor tempo, larga em 11º. Os comissários da prova japonesa analisaram que os pilotos não reduziram a velocidade com a pista em bandeira amarela.

Fernando Alonso, da Renault, e Adrian Sutil, da Force India, foram punidos pelo mesmo motivo. Já a dupla da Toro Rosso, formada pelo suíço Sebastien Buemi e pelo italiano Vitantonio Liuzzi, também perdeu cinco posições no grid; Buemi, porque voltou aos boxes com o carro danificado, e Liuzzi por ter trocado a caixa de câmbio - mesmo problema de Heikki Kovalainen, da McLaren.

O australiano Mark Webber, da Red Bull, também precisará largar dos boxes porque trocará o chassi. Ele sairá da última posição.

O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, conquistou a pole position, seguido por Jarno Trulli, da Toyota, e Lewis Hamilton, da McLaren.

Vantagem

Rubinho, vice-líder do campeonato a 15 pontos do companheiro de equipe, o britânico Jenson Button, vai largar duas posições à frente do inglês na prova de domingo, no circuito de Suzuka.

Button tem 84 pontos no campeonato, contra 69 de Barrichello, restando três corridas para o fim do ano. Se o inglês ampliar sua vantagem de 15 para 20 pontos, o brasileiro não tem mais chances de ser campeão, porque poderia, no máximo, igualar a pontuação de Button.

O primeiro critério de desempate, no entanto, é o número de vitórias. Button tem seis triunfos no ano, contra dois de Barrichello, que não tem como alcançar o companheiro nesse critério restando apenas três provas.

Se o brasileiro abandonar a corrida japonesa, o britânico precisa apenas de um quarto lugar para conquistar o título já em Suzuka. Se Button vencer e Barrichello ficar fora do pódio, o Mundial de Pilotos também terá seu campeão no Japão.

Grid de largada provisório do GP do Japão:

1. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault)

2. Jarno Trulli (ITA/Toyota)

3. Lewis Hamilton (GBR/McLaren-Mercedes)

4. Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber)

5. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)

6. Nico Rosberg (ALE/Williams-Toyota)

7. Robert Kubica (POL/BMW Sauber)

8. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes)

9. Rubens Barrichello (BRA/Brawn-Mercedes)

10. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari)

11. Jenson Button (GBR/Brawn-Mercedes) 1:32.962

12. Giancarlo Fisichella (ITA/Ferrari)

13. Heikki Kovalainen (FIN/McLaren-Mercedes)

14. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari) sem tempo no Q3

15. Kazuki Nakajima (JAP/Williams-Toyota)

16. Romain Grosjean (FRA/Renault)

17. Fernando Alonso (ESP/Renault)

18. Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes)

19. Timo Glock (ALE/Toyota)

20. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault)

Fonte: R7, www.r7.com