"Sabemos como frear Neymar e Ganso", diz lateral do Barçelona

"Sabemos como frear Neymar e Ganso", diz lateral do Barçelona

O time catalão vem estudando o Santos há algum tempo e sabe os pontos fortes do grupo

Autor de dois gols na vitória do Barcelona sobre o Al-Sadd, por 4 a 0, que colocou a equipe na final do Mundial de Clubes da Fifa, o lateral Adriano afirmou que o confronto tão esperado do torneio enfim vai acontecer no domingo. Segundo o jogador brasileiro, o time catalão vem estudando o Santos há algum tempo e sabe os pontos fortes do grupo alvinegro.

"A gente assistiu a jogos deles contra o time japonês e nosso treinador (Josep Guardiola) já deve estar vendo outros. Também acompanhamos algumas partidas do Brasileiro. Para nós são transmitidas algumas. Já sabemos como frear Neymar, Ganso e essa turma aí", afirmou Adriano, que ressaltou que a equipe santista não se resume ao atacante.

"Neymar sempre chama a atenção. Neymar, Ganso, Borges, Elano, Danilo, que está em uma grande fase. No geral, a equipe do Santos inteira, apesar de não terem ido muito bem no Brasileiro (décima colocada), mas isso não conta muito. Agora é um campeonato diferente, um pensamento diferente, em uma final tudo pode acontecer. Temos de estar atento a todos os fatores, ter cuidado com Neymar e Ganso e não deixar esses jogadores jogarem".

Com amizade com Ganso e Neymar por conta da Seleção Brasileira, Adriano contou que a provocação a respeito desta partida começou muito antes do Mundial de Clubes da Fifa.

"Lá na Copa América (na Argentina) a gente já conversava algumas coisas. Um tirava o sarro do outro. Falávamos: "vai devagar, não sei o quê". Agora podemos falar que esta final vai ser bonita, uma final esperada. Esperamos que possa ser um jogo bonito, para que o pessoal possa desfrutar de um bom futebol", comentou.

Entrando no lugar de Daniel Alves, um dos seis jogadores que foram titulares contra o Real Madrid no último sábado, pelo Campeonato Espanhol, e que não estiveram na estreia do Mundial, Adriano ficou surpreso com os dois gols que marcou diante do Al-Sadd.

"Foi a primeira vez que eu faço dois gols em um jogo, fico feliz, fiquei um pouco surpreso porque não estamos acostumados a fazer gol e feliz de poder ter tido essa oportunidade de ter jogado, ter marcado os gols e estar na final contra o Santos", completou.

Fonte: Terra