Sanches anuncia Tite como novo técnico do Corinthians

Sanches anuncia Tite como novo técnico do Corinthians

Técnico consegue liberação nos Emirados Árabes Unidos e fecha com o Corinthians

Vem dos Emirados Árabes Unidos a esperança do Corinthians para reagir na reta final do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, logo após o empate sem gols do Timão com o Guarani, ainda no gramado do Brinco de Ouro da Princesa, o presidente Andrés Sanches confirmou a contratação do técnico Tite como substituto de Adilson Batista, demitido no domingo da semana passada. O treinador deve ser apresentado na terça-feira e comandará a equipe no clássico contra o Palmeiras, no próximo domingo, no Pacaembu.

- O Tite é um grande treinador, com experiência em vários times. Ele precisa resolver algumas coisas, e vamos ver quando consegue embarcar para o Brasil. Ele será o treinador do Corinthians no ano que vem também - afirmou Sanches.

Tite, de 49 anos, era a segunda opção da diretoria para o cargo. A primeira, Carlos Alberto Parreira, não aceitou a oferta feita por Sanches por ter prometido à família que não voltaria a trabalhar até o fim do ano. Além disso, tem o desejo de se transformar em coordenador e não atuar mais como técnico.

Corinthians e Tite conversam desde o início da semana. Com salários e tempo de contrato estipulado (até o fim de 2011), o gaúcho de Caxias do Sul tinha como missão convencer os dirigentes do Al-Wahda a liberá-lo. Não foi fácil, principalmente porque o clube do Oriente Médio disputará o Mundial de Clubes no fim do ano e por ele ter sido contratado recentemente, em 31 de agosto.

O acordo entre Timão e técnico foi sacramentado nas primeiras horas deste domingo, período da tarde nos Emirados Árabes Unidos. A expectativa da diretoria alvinegra é de que ele esteja em São Paulo no mais tardar até terça-feira para assinar contrato, ser apresentado e já trabalhar com a equipe visando ao clássico.

Esta é a segunda vez que Tite comanda o Corinthians. Em 2004, assumiu a função com o Timão em situação complicada no Brasileiro, ameaçado até de rebaixamento. Entretanto, com uma campanha de recuperação, levou o clube ao quinto lugar, quase classificando para a Libertadores. No ano seguinte, já com o Alvinegro sob o comando da MSI, entrou em atrito com o iraniano Kia Joorabchian e foi demitido.

Tite tem, como treinador, números mais expressivos do que como jogador. Volante, começou a carreira no Caxias-RS, passando por Esportivo-RS e Portuguesa-SP. O melhor momento da carreira veio no Guarani-SP, ao ser vice-campeão brasileiro em 1986 e vice do Paulistão em 1988.

Como técnico, iniciou no Guarany de Garibaldi-RS e trabalhou em Caxias-RS, Veranópolis-RS, Ypiranga-RS, Juventude, Grêmio, São Caetano, Atlético-MG, Palmeiras, Al-Ain-EAU e Internacional. Os principais títulos são as conquistas do Gauchão (2000, 2001 e 2009), Copa do Brasil (2001) e Copa Sul-Americana (2008).

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com