Santistas sonham eliminar jogo contra Remo

Por causa de tanta correria, os jogadores do Santos torcem por uma boa vitória na próxima quinta

O Santos está encarando intensa maratona neste mês de março. Entre os dias 4 e 14, foram disputadas quatro partidas. O time poderá fechar o mês tendo entrado em campo até dez vezes em 27 dias (se não conseguir eliminar a partida de volta contra o Remo-PA, pela Copa do Brasil). É tanto jogo que, nesta semana, o elenco foi dividido. Enquanto os titulares estão em Belém (PA), para enfrentar o Remo, quinta-feira, às 21h, primeiro jogo da segunda fase competição nacional, os reservas viajam na quarta para os Estados Unidos, onde, no sábado, disputam amistoso contra o RB New York, em Nova Jersey.

Por causa de tanta correria, os jogadores torcem por uma boa vitória na próxima quinta, contra a equipe paraense. Se conseguir vencer por dois ou mais gols de diferença, o Peixe elimina o segundo confronto e terá uma semana livre, entre os dias 28 de março e 4 de abril, já que o jogo de volta contra o Remo está previsto para 31 de março.

- Vamos tentar. Seria muito bom ter uma semana livre, já que estamos vindo de uma sequência dura de jogos - afirma o volante Arouca.

A última vez que o Santos teve uma semana inteira apenas para treinar foi depois da vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo, pela sétima rodada do Paulistão, no dia 7 de fevereiro. Depois, só jogaria no dia 14, contra o Rio Claro.

- Nosso primeiro objetivo é vencer o Remo, em Belém, independentemente do placar. Claro que uma vitória maior, com a eliminação do jogo da volta, seria muito bom, pois estamos num ritmo muito estafante. Não há tempo para treinos e nem para recuperação de jogadores - comenta o técnico Dorival Júnior.

Aliás, a maratona do treinador é ainda mais intensa. Ele e o atacante Neymar embarcarão de Belém diretamente para Nova Jersey (EUA) logo após o jogo contra o Remo. Eles chegam aos Estados Unidos na sexta-feira, concedem uma entrevista coletiva e se concentram para o amistoso contra o RB New York, no sábado. Depois, embarcam de volta para o Brasil. No domingo, Dorival já estará na Vila Belmiro comandando a equipe contra o Ituano, pelo Paulistão. Já Neymar, suspenso, enfim, descansará. A presença de Neymar no amistoso na América do Norte é exigência dos contratantes.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com