Santos anda atrás de uma "mágica" para arrumar o time

O zagueiro Durval foi realista: "Está difícil, complicado, precisamos achar alguma mágica"

Com Neymar em campo, o Santos vence. Sem ele, perde, e tem sido alvo de críticas. Foi assim no último sábado, ao tomar 3 a 1 contra a Portuguesa, no estádio do Pacaembu. Como arrumar o time para que não dependa de seu atacante, que passou metade do ano na seleção brasileira?


Santos anda atrás de uma

O zagueiro Durval foi realista: "Está difícil, complicado, precisamos achar alguma mágica", admitiu o jogador à TV Globo.

O técnico Muricy Ramalho aponta a falta de entrosamento como principal problema. "Temos muitas mudanças todo jogo, não está fácil, vamos fazendo o que podemos", disse.

Para o treinador, os 24 times diferentes que escalou em 26 jogos atrapalham a tal ponto que nem mesmo os treinos táticos conseguem resolver. "Por mais que insista nisso, a falta de entrosamento pesa", afirmou, em defesa inclusive dos atuais jogadores.

O time, que se reapresentou para treinar nesta segunda-feira, no CT Rei Pelé, terá a volta do que tem sido seu "mágico", Neymar, para o jogo de quarta, de novo no Pacaembu, contra a Universidad de Chile, pela volta da final da Recopa (na ida foi 0 a 0).

Fonte: Folha