Santos bate Universidad do Chile por 2 a 0, leva Recopa e salva semestre tenebroso

Santos bate Universidad do Chile por 2 a 0, leva Recopa e salva semestre tenebroso

O empate sem gols no jogo de ida em Santiago trouxe emoção para o duelo no Pacaembu.

O Santos levou a sério a decisão da Recopa e foi recompensado. O time tratou a conquista inédita como fundamental, e salvou o segundo semestre tenebroso, pela campanha ruim no Brasileiro, com a vitória por 2 a 0 contra o Universidad do Chile-CHI, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu. Neymar, que assim como do jogo de ida, desperdiçou uma cobrança de pênalti, foi o autor do primeiro gol, enquanto Bruno Rodrigo ampliou.

O empate sem gols no jogo de ida em Santiago trouxe emoção para o duelo no Pacaembu. O troféu, disputado sob o formato atual desde 89, complementa a conquista da Libertadores em 2011 - o Universidad foi o adversário por conta do título conquistado na Sul-Americana no ano passado. É também a segunda vez que o Santos conquista uma recopa, já que em 1968 faturou a Supercopa Sul-Americana, que tinha formato diferente do título conquistado nesta quarta.

No início da partida, o time chileno parecia estar jogando em casa no Pacaembu. Com marcação à frente da linha do meio-campo, e saída rápida para o ataque, o Santos foi dominado taticamente, e viveu de jogadas isoladas de Neymar.

Com o passar do tempo, o time alvinegro foi ganhando confiança, e passou a equilibrar o confronto. E quando Neymar contou com ajuda coletiva, conseguiu marcar um belo gol. Aos 27min, a jogada que começou com Leo e passou por Felipe Anderson, terminou com uma tabela do camisa 11 com André, e a finalização no canto direito de Johnny Herrera.

Neymar seguiu com o domínio das ações ofensivas do Santos, e criou sozinho a oportunidade do segundo gol. Aos 44min, escapou pela direita, encarou o marcador e foi derrubado na área em pênalti claro. O atacante, que já havia desperdiçado uma cobrança no jogo de ida no Chile, voltou a falhar, pois viu Johnny Herrera defender o chute.

O desperdício do pênalti foi o último ato do primeiro tempo. Na segunda etapa, o Santos manteve a mesma postura e apostava principalmente no poder da decisão de Neymar, que abusava das jogadas individuais. Em uma delas, deu um chapéu em Martinez e levantou o Pacaembu.

Mesmo assim, a Universidad de Chile ainda era um time perigoso e buscava os contra-ataques para surpreender a defesa santista. Os chilenos tiveram duas boas oportunidades que foram desperdiçadas debaixo do gol do Rafael, em lances de falha defensiva do Santos que enlouqueceram Muricy.

O Santos seguiu superior nos instantes finais do duelo, especialmente depois de ter ampliado o placar, com Bruno Rodrigo, aos 15min, após cobrança de falta de Felipe Anderson. Foi o gol que selou o resultado e deu à equipe da Vila Belmiro seu segundo título na temporada, a inédita taça da Recopa Sul-Americana.

Ficha técnica

SANTOS 2 x 0 UNIVERSIDAD DO CHILE

Gols

SANTOS:

Neymar, aos 27min do 1º tempo; e Bruno Rodrigo, aos 15min do 2º tempo

SANTOS: Rafael; Bruno Peres (Éwerthon Páscoa), Bruno Rodrigo, Durval e Léo (Gérson Magrão); Adriano, Arouca, Felipe Anderson e Patito Rodríguez (Miralles); Neymar e André

Treinador: Muricy Ramalho

UNIVERSIDAD DO CHILE: Herrera; Gonzalez, Acevedo (Magalhães), Rojas e Mena; Martinez, Rodríguez (Castro), Aránguiz (Marino) e Ubilla; Gutiérrez e Lorenzetti

Treinador:

Cartões amarelos

SANTOS: Adriano e Durval

UNIVERSIDAD DO CHILE: Rojas, Martínez, Gonzalez e Lorenzetti

Árbitro

Martín Vázquez (URU)

Local

Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Fonte: Terra