Santos e clima ruim fazem Alex Silva pular do barco no Flamengo

Santos e clima ruim fazem Alex Silva pular do barco no Flamengo

Antes de decidir não viajar à Bolívia, zagueiro tinha arrumado as malas

A ausência de Alex Silva da viagem à Bolívia não surpreendeu jogadores e comissão técnica do Flamengo. Eles sabiam que o companheiro pularia do barco a qualquer momento. O zagueiro ficou irritado com a entrevista em que o vice de finanças Michel Levy atribui a "um ou dois marqueteiros" as críticas às pendências financeiras. Ele também soube que o dirigente fez comentários depreciativos ao seu advogado, chamando-o de "bichado" por causa dos constantes problemas no joelho.

Alex chegou a arrumar as malas para abandonar a concentração em Londrina, mas foi convencido a ficar por outro titular. O defensor disse aos companheiros que tem uma proposta do Santos, embora o presidente do clube paulista, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, negue que tenha procurado o jogador.

- Ele estava muito irritado com o dirigente lá e falou que preferia disputar a Libertadores em um clube organizado como o Santos e não nessa bagunça em que se transformou o Flamengo - disse o companheiro de Alex Silva. Michel Levy se esquivou ao ser perguntado se seria uma dos motivos para a saída de Alex Silva:

- Não dou declaração. Deixa esse cara falar - disse.

O vice de finanças e a presidente Patricia Amorim andavam muito incomodados com o comportamento do atleta, a quem consideravam incendiário e fomentador de rebeliões. Até segunda-feira, o clube devia R$ 250 mil de parcelas de luvas a Alex, cujos vencimentos mensais são de R$ 300 mil. Patricia Amorim anunciou, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, que o zagueiro está afastado do elenco, e seu caso, entregue ao departamento jurídico do Flamengo.

A reportagem conversou com quatro atletas - três titulares e um reserva - que estiveram em Londrina. Segundo um deles, o clima "numa análise boazinha" era péssimo. Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves terminaram 2011 com a relação azeda, e o comportamento pouco participativo de R10 nos treinos passou a incomodar a parte mais experiente do grupo.

Um outro jogador, titular, também tinha decidido não viajar para a Bolívia com a justificativa de não suportar mais trabalhar com Luxemburgo. Mas mudou de ideia. Durante os dez dias no interior paranaense, o treinador não escondeu o desconforto com Ronaldinho, a diretoria e a falta de contratações.

O desfecho do caso Alex

O empresário de Alex Silva, Luiz Taveira, chega ao Rio nesta terça-feira para uma reunião com o diretor de futebol Luiz Augusto Veloso, à tarde, na Gávea. Na conversa, o agente e o dirigente vão tratar do futuro do zagueiro no clube. Após deixar a concentração do time em Guaralhos (SP) e decidir não viajar com a delegação para a Bolívia, o defensor foi afastado pela diretoria nesta segunda. Segundo a presidente Patricia Amorim, o caso está com o departamento jurídico.

Na casa dos pais em Amparo, interior de São Paulo, Alex frisou não ter sido comunicado da decisão tomada pela direção rubro-negra.

- Vi pela internet que estou afastado, mas nem Patrícia nem ninguém no clube me comunicou. Mas se é ela quem manda, e se disse que estou afastado, eu respeito. Afinal ela é a presidente, e eu a respeito muito. Sei que essa situação vai se resolver - limitou-se a dizer o jogador.

Luiz Taveira conversou com Alex sobre sua ida ao Rio, mas não dá detalhes sobre o encontro. O empresário diz que não é possível ainda dizer se ele continuará no clube.

- Eu não tenho a menor ideia do que vai acontecer. Já falei com ele, mas prefiro não falar mais nada para não complicar ainda mais a situação. O Alex é um jogador que toma posição, não tem medo. Mas às vezes isso pode prejudicá-lo. Não existe o momento certo para tomar decisões. Vamos sentar, conversar com o Flamengo e ver o que vai acontecer - disse, por telefone.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com