Santos e fundo querem R$ 57 milhões pelo jogador atacante Leandro Damião

O valor foi divulgado na noite de terça-feira, durante reunião ordinária do Conselho Deliberativo do clube paulista.

Parceiros na contratação do atacante Leandro Damião, Santos e Doyen Sports já entraram em consenso sobre o que consideram uma proposta razoável para tirar o jogador da Vila Belmiro: ? 18 milhões (cerca de R$ 57,5 milhões). O valor foi divulgado na noite de terça-feira, durante reunião ordinária do Conselho Deliberativo do clube paulista.


Santos e fundo querem R$ 57 milhões pelo atacante Leandro Damião

Caso venda o ex-jogador do Internacional por um valor superior a ? 18 milhões, o Peixe terá direito a 20% da mais valia (a diferença entre o valor de venda e o dinheiro investido na contratação acrescido dos juros), além de ? 1 milhão. Por outro lado, se uma proposta inferior a ? 18 milhões chegar ao Alvinegro Praiano, a negociação só será concretizada com a anuência da Doyen Sports.

Como 100% dos direitos econômicos de Damião pertencem ao fundo de investimento, o próprio Peixe, que detém 100% dos direitos federativos, pode exercer o direito de compra - o valor varia entre ? 13,2 milhões, em dezembro de 2014, e ? 15,9 milhões, em janeiro de 2017.

Apesar de fixar a cifra de ? 18 milhões como o preço ideal para negociar o camisa 9, Santos e Doyen Sports estabeleceram pesadas multas rescisórias para quem pretender tirar o jogador da Vila Belmiro. O contrato entre jogador, clube e fundo de investimento prevê multa de ? 80 milhões (cerca de R$ 240 milhões) para times estrangeiros e R$ 200 milhões para times brasileiros.

- A gente conseguiu trazer um reforço. Pegamos o jogador em baixa, compramos por ? 13 milhões e temos a expectativa de vender o jogador e concretizar um bom negócio - explicou o presidente em exercício Odílio Rodrigues.

Detalhes

No encontro realizado na Vila Belmiro, foram revelados outros detalhes sobre a negociação que levou o ex-jogador do Internacional ao Peixe. Um deles diz respeito aos valores investidos. Segundo apresentação do Conselho Fiscal, a Doyen Sports desembolsará ? 12 milhões (em quatro parcelas), enquanto o Alvinegro Praiano será responsável por ? 1 milhão.

O fundo de investimento já repassou ? 6 milhões ao clube paulista, que encaminhou ao Colorado. As próximas parcelas serão pagas nos dias 30 de abril e 15 de novembro - neste mesmo mês o Santos pagará o ? 1 milhão a que se comprometeu.

Fonte: GloboEsporte