Santos elimina XV e define clássicos da semifinal do Campeonato Paulista

Com grande volume de jogo, a equipe da Baixada venceu por 3 a 0, em gols de pênalti de Robinho e Ricardo Oliveira, além de outro com bola rolando de Lucas Lima.

Como era de se esperar, tão baixo o nível da concorrência do Grupo 4 do Campeonato Paulista , o Santos não encontrou dificuldades para derrotar o XV de Piracicaba neste domingo, no último jogo das quartas de final da competição. Com grande volume de jogo, a equipe da Baixada venceu por 3 a 0, em gols de pênalti de Robinho e Ricardo Oliveira, além de outro com bola rolando de Lucas Lima.

Vitorioso, o Santos terá um desafio mais difícil pela frente na semifinal do Estadual. Como é dono da segunda melhor campanha da competição, a equipe alvinegra receberá o São Paulo na próxima fase. No último duelo entre os rivais, os santistas pararam em Rogério Ceni e empataram por 0 a 0 na Vila Belmiro. Do outro lado da chave, Palmeiras e Corinthians se enfrentam com mando alvinegro.

 Após sofrer uma discreta pressão inicial, o Santos conseguiu tomar o controle do jogo com jogadas pelo lado direito do campo, onde Victor Ferraz aparecia bem para o apoio. Formando boa dupla pelo setor com o lateral, Geuvânio chamou o jogo e por pouco não inaugurou o placar com um chutaço de um ângulo improvável que acertou o travessão.

Quem começou o jogo caindo pela direita foi Robinho, normalmente posicionado pelo outro lado do campo. Em vez de embolar o pedaço, o camisa 7 fez boas triangulações com Geuvânio e Lucas Lima. Em uma delas, o meia fintou a marcação, infiltrou na área e foi derrubado. Pênalti para o time anfitrião, que converteu o primeiro gol do jogo com Robinho.

O que se viu no restante da etapa inicial foi um massacre santista, sem dar chances do XV sequer esboçar uma reação. Pouco preciso na hora da finalização, o time da casa chutou um total de nove vezes a gol antes de ir aos vestiários, mas não fez mais do que 1 a 0. Geuvânio, em jejum de gols, e Lucas Lima foram os destaques da etapa inicial, carregando a bola como queriam pela ponta direita do campo.

 A partida seguiu idêntica no segundo tempo, mas um acontecimento logo nos primeiros minutos pode causar preocupação: Robinho sentiu a coxa esquerda e, preventivamente, deixou o gramado imediatamente para dar lugar a Marquinhos Gabriel. De imediato, o atacante sentou no banco de reservas e colocou gelo para iniciar sua recuperação.

Mesmo sem ele, o Santos foi imponente, tomando susto apenas em uma cobrança de falta da entrada da área, mandada na rede pelo lado de fora por Chico. Em outra penalidade, o time da casa ampliou resultado: Ricardo Oliveira deslocou Roberto e fez o 2 a 0 na batida. Em um erro da zaga, Lucas Lima fechou a conta.

 

Fonte: TERRA