Santos quer que semifinais da Libertadores sejam no Morumbi

No entanto, o Corinthians não abre mão de mandar o segundo jogo da semifinal no Pacaembu

O vice-presidente do Santos Odílio Rodrigues Filho defende que os dois jogos das semifinais da Libertadores sejam no Morumbi. "Temos que dividir renda e público. Botam-se 30 mil santistas de um lado, 30 mil corintianos de outro, e vai ganhar o time que for melhor em campo", disse Odílio nesta terca-feira.

No entanto, o Corinthians não abre mão de mandar o segundo jogo da semifinal no Pacaembu, que o Santos também pode escolher como local da primeira partida. A Vila Belmiro é outro estádio na disputa. Uma reunião na quarta-feira entre os nove membros da cúpula santista vai definir a questão.

Há vários interesses em jogo: o financeiro (Morumbi e Pacaembu possibilitam mais renda do que a Vila), o técnico (jogadores preferem jogar na Vila) e a acomodação dos sócios (o estádio da Baixada é pequeno demais para receber os quase 50 mil associados do clube).

Nesta terça-feira, o presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro disse à rádio Bandeirantes que escolher o Pacaembu seria "dar uma colher de chá" grande para o Corinthians, já que o estádio paulistano é considerado a casa do rival.

"O estádio vai ficar com a cara de quem tiver com a maior torcida", discordou o seu vice, Odílio. "Mas vamos levar todas as opiniões para reunião e decidir com segurança."

Corinthians e Santos começam a disputa no dia 13 de junho. O jogo da volta será na quarta-feira seguinte, dia 20.

Fonte: UOL