Santos vence e tira o Vasco da Gama do G-4; 2 a 0

Santos vence e tira o Vasco da Gama do G-4; 2 a 0

O Santos utilizou, neste domingo, a tradicional camisa listrada pela primeira vez na temporada

O Santos utilizou, neste domingo, a tradicional camisa listrada pela primeira vez na temporada e se deu bem. A equipe do técnico Muricy Ramalho bateu o Vasco por 2 a 0, na Vila Belmiro, e, de quebra, tirou o rival cruz-maltino do G-4 da Série A do Campeonato Brasileiro. Os dois gols foram marcados pelo argentino Miralles.

Até a partida deste domingo, o Santos, comemorando o centenário de fundação, vinha usando o uniforme azul - que remonta ao primeiro manto do clube - como reserva.

O Vasco, que parou nos 50 pontos, foi ultrapassado pelo São Paulo, que superou o Figueirense por 2 a 0 e somou 52. Já o Santos, com o triunfo, contabilizou 41. Na quarta-feira, os alvinegros receberão o Atlético-MG. Um dia depois será a vez dos vascaínos visitarem o Botafogo, no Engenhão.

Mais ligado no começo do jogo, o Santos (sem Neymar, que está servindo a Seleção Brasileira) pressionou o rival carioca e abriu o placar logo aos 8min. Após ser acionado por Bill, Miralles carregou, invadiu a área e bateu na saída do goleiro Fernando Prass.

O Vasco, que havia perdido na quarta-feira para o São Paulo, respondeu. Cinco minutos depois, Éder Luis recebeu e arrematou no canto de Rafael. O juiz, no entanto, assinalou impedimento. O lance, porém, não amenizou o ímpeto dos anfitriões. Aos 22min, Bruno Peres arriscou de longe e exigiu boa defesa do arqueiro vascaíno.

Aos 30min, o mesmo Bruno Peres disparou pela direita e apareceu na frente de Prass, que saiu bem por baixo e evitou o segundo tento mandante. O Vasco, sem Dedé e Juninho (vetado por ter acusado dores no púbis), se mostrou inoperante nos 45 minutos iniciais.

O Santos voltou do intervalo com a mesma toada do início e marcou mais um. Felipe Anderson achou Miralles, que avançou e anotou mais um: 2 a 0. O Vasco, em desvantagem, esboçou uma reação, mas parou nas intervenções seguras de Rafael.

Fonte: Terra, www.terra.com.br