São Paulo acerta patrocínio e se diz perto da meta de R$ 40 milhões

Para atingir a meta, o time tricolor optou por seguir o caminho trilhado pelo rival

O departamento de marketing do São Paulo apresentou no início da tarde desta quinta-feira o mais novo patrocinador para a sequência da temporada. A rede de postos de combustível Ale será a quinta empresa a estampar sua logomarca no uniforme do clube ao mesmo tempo. Com isso, o time tricolor chega perto da meta estipulada em patrocínio para a atual temporada.

"Com os valores vigentes, o número chega próximo aos R$ 40 milhões", disse o diretor de marketing do São Paulo, Adalberto Baptista, no último evento no cargo, já que assumirá a partir de sexta a função de diretor de futebol.

Para atingir a meta, o time tricolor optou por seguir o caminho trilhado pelo rival Corinthians: expor várias marcas no uniforme. Quando o rival iniciou a estratégia, pessoas influentes do São Paulo afirmaram nos bastidores que não transformariam a camisa do time em um "macacão de F1".

No entanto, Baptista nega que haja problemas em estampar agora cinco logomarcas: BMG (peito e costas), Yazigi (mangas), Copagaz (abaixo do número das costas), Tim (dentro do número) e Ale (calção e ombro).

"Realmente, houve manifestações de torcedores, mas não foi a posição inicial do São Paulo. Procuramos que não seja nada agressivo, dentro da estética. Consideramos aceitável para não poluir o uniforme", afirmou.

Além de todos os permanentes, o clube tricolor ainda estampará a rede de cartões de créditos Visa na estreia do atacante Luís Fabiano. O camisa 9, inclusive, terá participação em eventos da Ale, como parte do acordo.

Fonte: Terra, www.terra.com.br