São Paulo alivia pressão, vence Bragantino e segue líder no Paulista 2013

São Paulo alivia pressão, vence Bragantino e segue líder no Paulista 2013

Público compareceu em pequeno número ao Morumbi em fria noite de sábado

Na Copa Libertadores da América, os resultados do São Paulo colocam pressão sobre o técnico Ney Franco. No entanto, no Campeonato Paulista, o time permanece em voo de cruzeiro na liderança. Neste sábado, em jogo pela 14ª rodada da competição estadual, os são-paulinos receberam o Bragantino no Estádio do Morumbi e venceram por 2 a 0 em jogo de início complicado, permanecendo na liderança folgada da competição.

Graças ao resultado, o São Paulo chegou a 32 pontos em 13 jogos pela competição ? o time ainda tem uma partida atrasada a realizar, contra a União Barbarense. O Bragantino, por sua vez, entrou em campo sonhando com uma vaga no G-8, mas permaneceu com apenas 18 pontos em 14 jogos e continuou com a 10ª colocação.

O São Paulo entrou em campo indicando desorganização, e o Bragantino aproveitou para criar as primeiras boas chances da partida. Aos 7min, Serginho bateu da intermediária e chutou por cima do gol. Depois, aos 13min, Diego Macedo cruzou com efeito pela direita e obrigou Rogério Ceni a fazer boa defesa. Um minuto depois, Léo Jaime bateu forte pela esquerda, parando em nova intervenção do goleiro tricolor.

Aos poucos, no entanto, o São Paulo passou a tocar melhor a bola e comandar o jogo no ataque. Pela direita, Luís Fabiano chutou fraco aos 19min, facilitando a defesa de Rafael Defendi, e tentou acionar Wallyson aos 22min, passando muito forte. Aí, aos 29min, o camisa 9 acionou Wallyson, que cruzou pela direita ? Preto chegou antes de Paulo Henrique Ganso e desviou contra a própria rede, abrindo o placar.

Melhor em campo, o São Paulo parava nas boas saídas do goleiro de Rafael Defendi, como no escanteio de Jadson aos 32min e no cruzamento de Rodrigo Caio aos 37min. Porém, aos 43min, Jadson deu belo passe pela esquerda para Luís Fabiano, que invadiu a área e chutou forte para fazer 2 a 0.

No começo do segundo tempo, logo com 1min, o São Paulo quase ampliou em jogada curiosa. Pela esquerda, Carleto desarmou a defesa do Bragantino com um carrinho, e a bola ainda bateu na bandeirinha de escanteio antes de voltar ao lateral; no cruzamento, Luís Fabiano cabeceou para o chão, Rafael Defendi espalmou sem jeito e mandou na trave. Os visitantes responderam aos 4min, em chute forte de Preto que acertou o travessão. Porém, com 9min, Ganso cruzou pela esquerda e Carleto chutou à queima-roupa em cima de Rafael Defendi.

Participativo, Luís Fabiano chegou a marcar mais uma vez aos 20min, após tabela de Jadson com Ganso, mas a arbitragem assinalou impedimento. Porém, com pouca movimentação, os dois times passaram a criar menos chances. Satisfeita com o resultado, a torcida cantava nas arquibancadas. Com 39min, Rafael Tolói bateu falta rasteira de longe, mas mandou para fora. Nas arquibancadas, a torcida até mesmo ensaiava gritos de "olé".

Nos acréscimos, Rafael Andrade cometeu falta sobre Aloísio na entrada da área - a torcida pediu e Rogério bateu, mas mandou por cima. Os times voltam agora a entrar em campo na quarta-feira pela 15ª rodada do Campeonato Paulista. Às 19h30 (horário de Brasília), no Estádio Nabi Abi Chedid, o Bragantino recebe o Ituano em busca de reabilitação; mais tarde, às 22h (Brasília), o São Paulo visita o Paulista no Estádio Dr. Jayme Cintra, em Jundiaí.

Fonte: Terra, www.terra.com.br