São Paulo ameaça ir à Fifa por assédio ao atacante Luis Fabiano

O diretor de futebol do São Paulo, Adalberto Baptista, chamou de "conversa mole" o interesse turco em Luis Fabiano.

O atacante Luis Fabiano, que se recupera de cirurgia na coxa direita e desde março espera reestrear pelo São Paulo, recebeu uma proposta para deixar o clube do Morumbi. O turco Galatasaray anunciou ontem que abriu negociações e pretende levá-lo. O clube paulistano imediatamente reagiu com uma nota.



"O São Paulo esclarece que não há nenhuma negociação em andamento e muito menos interesse em liberar o jogador", diz o comunicado.

"Existe rígida legislação da Fifa penalizando clubes que mantenham contato direto com atletas sem consentimento do clube detentor de seus direitos federativos, o que caracterizaria um possível aliciamento", completa a nota.

O diretor de futebol do São Paulo, Adalberto Baptista, chamou de "conversa mole" o interesse turco em Luis Fabiano, que foi contratado em março por R$ 17,5 milhões e levou 45 mil pessoas ao Morumbi no dia de sua apresentação.

Ele ainda não conseguiu se recuperar de uma lesão próxima ao joelho direito sofrida quando ainda estava no Sevilla, da Espanha. A expectativa do São Paulo é que ele inicie os treinos em campo em cerca de duas semanas, quando então a data de sua reestreia será reavaliada pelo clube.

Fonte: Folha.com