São Paulo bate o Atlético-MG com gol de Fabuloso

São Paulo bate o Atlético-MG com gol de Fabuloso

A partida foi festiva para o clube, que homenageou o aniversário de 20 anos da conquista do primeiro título da Copa Libertadores, em 1992

Emerson Leão ousou neste domingo, colocou o time titular do São Paulo em campo apesar de estar às vésperas de uma importante partida e foi recompensado. No Morumbi, o São Paulo venceu com gol de Luís Fabiano e embalou para o segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil, além de conseguir o segundo triunfo consecutivo no Campeonato Brasileiro. De quebra, o time tricolor impôs a primeira derrota ao Atlético-MG: 1 a 0.

A partida foi festiva para o clube, que homenageou o aniversário de 20 anos da conquista do primeiro título da Copa Libertadores, em 1992, e contou com o 100° jogo de Lucas pelo clube. Luís Fabiano, autor do gol da vitória, foi também o destaque negativo: foi expulso por reclamação no final do confronto, sem conseguir esconder a raiva ¿ teve de ser contido pelos companheiros.

Com o resultado, o Atlético-MG perde a chance de se firmar na luta pela liderança, embora se mantenha entre os primeiros colocados: a equipe soma 10 pontos ganhos. Já o São Paulo encosta no G4, zona de classificação para a Copa Libertadores, com nove pontos.

O São Paulo volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), para decidir vaga na final da Copa do Brasil. A equipe faz o jogo de volta contra o Coritiba, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, depois de abrir vantagem de 1 a 0 no Morumbi. O time pode perder por um gol de diferença, desde que balance as redes, que mesmo assim avança. Se o resultado for repetido a favor do time paranaense, a decisão vai para as penalidades.

No Campeonato Brasileiro, o São Paulo tem como próximo compromisso é contra a Portuguesa, no próximo sábado, no Canindé, às 18h30 (de Brasília). No mesmo dia e horário, o Atlético-MG recebe o Náutico, em confronto marcado para o Estádio Independência, em Belo Horizonte.

O jogo

São Paulo e Atlético-MG fizeram uma partida equilibrada no Morumbi. O time visitante começou melhor o confronto, atacando bem pela esquerda e criando boas oportunidades. Ronaldinho esteve apagado a maior parte do tempo, mas curiosamente a melhor chance do time saiu de seus pés: aos 16min, ele gingou pela esquerda e bateu cruzado, mas Dênis defendeu em dois tempos.

Aos 22min, o São Paulo sofreu um baque: Fabrício, que voltava ao time após longo período se recuperando de lesão, sentiu novo problema muscular, na coxa, e precisou ser substituído. O jogador foi exaltado enquanto saía de campo ¿ antes, a torcida se limitou a exaltar Telê Santana, técnico que liderou o São Paulo ao primeiro título da Copa Libertadores, conquista que comemorou aniversário de 20 anos nesta semana.

O anfitrião demorou para chegar ao gol adversário, e só criou chance real aos 39min, quando Maicon passou para Jadson dentro da área; o meia finalizou e Giovanni fez excelente defesa. Aos 41min, o São Paulo abriu o placar: Jadson enfiou para Luís Fabiano, que bateu na saída do goleiro. No segundo tempo, as equipes tentaram sem sucesso manter o ritmo, o que teve como consequência menos chances.

Aos 14min, Lucas fez ótimo passe para Jadson, que invadiu a área pela direita e tentou levar para a linha de fundo, mas perdeu o domínio e cedeu apenas tiro de meta. Ronaldinho voltou a assustar em cobrança de falta: aos 17min, levantou a bola na área, Réver desviou e Jô quase completou para as redes. A partida só voltou a ficar agitada novamente por conta de Luís Fabiano.

O jogador reclamou de falta sofrida e não marcada pelo árbitro, e na sequência "revidou" o golpe. Irritado, perdeu o controle e partiu para cima do árbitro, recebendo o cartão vermelho. Luís Fabiano precisou ser contido pelos companheiros antes de deixar o campo, exaltado pelos 11 mil presentes no Morumbi. Antes dele, só Lucas teve tratamento igual, muito aplaudido ao ser substituído por Oswaldo.

Fonte: Terra