São Paulo confirma fim do ciclo de Richarlyson no clube

Vice-presidente de futebol, Leco afirmou que a diretoria são-paulina se reuniu e decidiu

O volante Richarlyson fez contra o Fluminense sua última partida com a camisa do São Paulo. O vice-presidente de futebol do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, confirmou nesta terça-feira que a diretoria não apresentará uma proposta de renovação de contrato ao jogador.

Assim, ele não deve mais entrar em campo com a camisa que usou nos últimos cinco anos, já que cumprirá suspensão automática na próxima rodada e ainda deve receber punição maior do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) quando for julgado pela expulsão, a terceira que recebeu no Campeonato Brasileiro (quarta em 2010).

Leco confirmou que a indisciplina foi um dos fatores que levaram o São Paulo a decretar o fim do ciclo de Richarlyson no time. ?Certamente que isso contribuiu. Ele teve várias expulsões nos últimos tempos, o que acaba gerando situações de dificuldade do São Paulo?, disse o dirigente.

Contudo, o fato de ser o jogador do elenco que mais recebeu cartões amarelos e vermelhos ao longo do ano não foi o único motivo para a desistência do São Paulo de renovar. Ele já teria recebido propostas de outros times, como Fluminense (por indicação de Muricy Ramalho), Botafogo e Palmeiras, o que inflacionou o custo de uma possível permanência.



?A renovação de contrato dele não é uma coisa simples. As pretensões manifestadas por ele e pelo empresário são altas. E a gente chegou à conclusão de que é o momento de encerrar esse ciclo dele no São Paulo. A gente sabe que ele tem propostas de outros times?, afirmou Leco.

O técnico Paulo César Carpegiani, até a última semana, dizia desejar a permanência de Richarlyson para 2011, e dizia estar aconselhando o jogador para se controlar mais em campo. Nesta manhã, contudo, até o comandante são-paulino mudou o discurso de defesa ao camisa vinte.

?Não foi falta na jogada, mas o jogador tem que ter autocontrole. O que ele disse foi merecedor de expulsão. Mas é coisa interna. Vou tomar uma decisão com a diretoria e futuramente vocês [jornalistas] vão saber. Independentemente se ele vai continuar ou não, eu tenho falado para ele ter cuidado com sua carreira, pois é um jogador muito marcado?, disse o treinador.

Em dezembro, último mês do contrato com o São Paulo, Richarlyson ainda será multado em 20% do salário por conta da expulsão diante do Fluminense, quarta dele no ano e terceira apenas no Brasileirão - nenhum outro jogador do time foi expulso mais de uma vez em 2010. Do atual elenco, ele é o segundo atleta com mais jogos pelo clube, atrás apenas de Rogério Ceni. Foram 244 partidas disputadas e 12 gols marcados desde que chegou ao São Paulo.

Fonte: IG