São Paulo contrata advogado alemão para tentar libertar Breno

Clube destaca profissional na Alemanha para ajudar na defesa do zagueiro.

A diretoria do São Paulo tenta apressar a libertação do zagueiro Breno, que está preso na Alemanha por ter ateado fogo em sua própria casa, em setembro de 2011, quando ainda era jogador do Bayern de Munique. O clube tricolor está inclusive prestando assessoria jurídica ao atleta, que recontratou na última quinta-feira: um advogado local foi destacado pelo clube do Morumbi para ajudar na defesa do defensor, de 23 anos.


São Paulo contrata advogado alemão para tentar libertar Breno

No entanto, de acordo com o diretor jurídico do São Paulo, Kalil Rocha Abdalla, não é possível saber quando Breno deixará a prisão. Seja como for, ele garante que o jogador terá todo o respaldo, inclusive financeiro. O dirigente tricolor afirma que o clube não está preocupado em perder dinheiro com uma eventual demora no retorno do defensor.

- O São Paulo tem, por tradição, ajudar seus jogadores e ex-jogadores. Estamos organizando um jogo para ajudar o (ex-meia) Pedro Rocha, como foi feito com (ex-volante) Chicão, e outros. Uma vez por ano reunimos esses ex-jogadores e prestamos assistência. Com o Breno não é diferente. Vamos aguardar o julgamento do recurso e esperar que ele venha o quanto antes - explicou.

O contrato acertado prevê um salário menor ao zagueiro. Apenas para que sua família se mantenha enquanto ele cumpre pena. Depois, explica Kalil Abdalla, o vínculo será renovado e o salário, reajustado. Em entrevista concedida em setembro, um ano após a prisão do marido, a mulher de Breno, Renata Borges, falou sobre o caso e contou como tem vivido.

O recurso impetrado pelos advogados de Breno será julgado ainda no primeiro trimestre de 2013.

Fonte: GloboEsporte