São Paulo empata com Vasco e segue perto da decola

São Paulo empata com Vasco e segue perto da decola

O São Paulo segue na 15ª colocação, agora com 18 pontos

O São Paulo recebeu o Vasco nesta quarta-feira para tentar recuperar-se da crise que ronda o Morumbi, mas não foi capaz de passar pela eficiente defesa carioca e empatou por 0 a 0. A equipe da casa controlou o meio de campo durante boa parte da partida, sempre sendo interrompido pela marcação carioca.

O resultado custou caro na tabela do Campeonato Brasileiro. O São Paulo segue na 15ª colocação, agora com 18 pontos, perto da zona do rebaixamento. Já o Vasco está em nono, com 22 pontos.

A equipe carioca segue invicta com o técnico PC Gusmão, que assumiu o time após a Copa do Mundo. O treinador também continua como único comandante que não foi derrotado, uma vez que teve bom início com o Ceará - 16 jogos sem perder.

Se Gusmão sabe o que é um revés, Sérgio Baresi continua sem vitórias. O técnico interino, que não sabe se continua após esta quarta-feira, mudou a equipe após a derrota por 3 a 0 no clássico com o Corinthians, no último domingo. O treinador sacou Marlos e Cleber Santana no meio de campo, apostando na entrada de Richarlyson e do garoto Marcelinho. No ataque, Fernandinho entrou no lugar de Fernandão.

Primeiro tempo

O jogo começou morno, e o São Paulo teve boa chance ofensiva aos 3min. Marcelinho foi até a linha de fundo, cortou o marcador e tocou para Ricardo Oliveira chutar forte - Fernando Prass defendeu. O time da casa seguiu com a posse de bola, mas sem criar boas jogadas. Aos 9min, o goleiro vascaíno precisou trabalhar novamente em cobrança de escanteio que atravessou a área.

Três minutos depois, Richarlyson foi derrubado na área por Dedé, mas o árbitro Carlos Eugênio Simon não viu penalidade. O São Paulo permaneceu controlando o jogo, e aos 20min ameaçou o gol adversário em chute de fora da área de Junior César, que saiu rente à trave esquerda. O primeiro bom lance do Vasco saiu aos 23min, em jogada individual de Felipe que acabou em passe para o impedido Zé Roberto.

Aos 27min, Marcelinho deixou Ricardo Oliveira na cara do gol com um belo passe, mas Prass saiu do gol e abafou a jogada. Quatro minutos depois, Fernandinho avançou até a linha de fundo e tocou para R. Oliveira, e a defesa vascaína rifou a bola.

Ceni teve seu gol ameaçado aos 38min, quando Miranda tentou devolver a bola de peito para o goleiro, mas mudou de idéia e optou por um chutão. Cinco minutos depois, Jean cobrou falta na intermediária e acertou o travessão vascaíno. O volante/lateral assustou Prass novamente aos 46min, em rebote que foi para fora.

Etapa final

A sólida atuação do São Paulo no primeiro tempo parece não ter deixado Baresi satisfeito. Após o intervalo, o técnico interino sacou Casemiro e Ricardo Oliveira, e lançou Carlinhos Paraíba e Fernandão. Já PC Gusmão, que viu sua equipe ser dominada no meio de campo, apostou na entrada de Fumagalli no lugar de Allan.

A segunda etapa já começou com polêmica. Fernando puxou a camisa de Fernandão dentro da área, aos 2min, e Simon não considerou infração. A partida ficou truncada no meio de campo, e aos 8min Marcelinho chutou de fora da área e mandou perto do travessão de Prass. O Vasco conseguiu equilibrar as ações no meio de campo, e Fumagalli ficou perto de abrir o placar aos 17min, mas errou o domínio e viu a defesa do São Paulo recuperar-se.

Membros de uma torcida organizada do São Paulo passaram a pedir a entrada de Dagoberto, e foram atendidos por Baresi. A primeira jogada interessante do atacante saiu aos 27min, quando deu bom passe para Jean, mas o lateral/volante chutou por cima do travessão. Cinco minutos depois, Éder Luis cortou sobre o marcador, mas chutou prensado na defesa.

A melhor chance de gol do segundo tempo saiu aos 40min, quando Fernandão deixou Marcelinho em frente a Fernando Prass e viu o garoto chutar em cima do goleiro. O São Paulo prosseguiu com o domínio do jogo, arriscando passes longos para passar pela defesa do Vasco, mas não foi capaz de superar a defesa carioca nos momentos finais.

FICHA TÉCNICA

São Paulo 0 x 0 Vasco

Ponto Forte do São Paulo

Equipe da casa controlou o meio de campo, com o garoto Marcelinho demonstrando personalidade na criação de jogadas.

Ponto Forte do Vasco

Goleiro Fernando Prass esteve em boa noite, salvando as poucas bolas que passaram pela marcação.

Ponto Fraco do São Paulo

Equipe falhou na pontaria nas chances que conseguiu criar. O time do Morumbi finalizou bastante, mas poucas vezes em direção ao gol.

Ponto Fraco do Vasco

Equipe foi envolvida no meio de campo e só atacou em erros do São Paulo.

Personagens do jogo

Fernando e Dedé: dupla de zaga do Vasco foi soberana contra o ataque do São Paulo e não deu espaços ao rival.

Lances polêmicos

Aos 12min do primeiro tempo, Richarlyson foi derrubado na área do Vasco por Dedé, mas a arbitragem mandou o lance seguir.

No segundo tempo, aos 2min, o São Paulo pediu novo pênalti, quando Fernando puxou a camisa de Fernandão, mas o árbitro Carlos Eugênio Simon não viu falta.

Lance bizarro

Aos 16min do primeiro tempo, Fernandinho se irritou ao errar lance e chutou a bandeirinha de escanteio. Esta quebrou, e o atacante do São Paulo foi orientado pela arbitragem a colocá-la no lugar.

Esquema Tático do São Paulo

4-4-2

Rogério Ceni, Jean, Xandão, Miranda e Junior Cesar; Rodrigo Souto, Casemiro (Carlinhos Paraíba) Richarlyson e Marcelinho; Fernandinho (Dagoberto) e Ricardo Oliveira (Fernandão). Técnico: Sérgio Baresi.

Esquema Tático do Vasco

4-4-2

Fernando Prass; Fágner, Dedé, Fernando, Felipe (Irrazábal); Rafael Carioca, Rômulo, Nilton e Allan (Fumagalli); Zé Roberto (Jonathan) e Éder Luís. Técnico: Paulo César Gusmão

Cartões amarelos

Vasco: Dedé e Rômulo

Árbitro

Carlos Eugênio Simon (RS)

Local

Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Fonte: Terra, www.terra.com.br