São Paulo gosta da hipótese e cogita a contratação de Rivaldo

São Paulo gosta da hipótese e cogita a contratação de Rivaldo

Nome do meia foi colocado em reunião da diretoria do São Paulo

O nome de Rivaldo ganha força a cada dia nos bastidores do Morumbi. Depois da visita do pentacampeão ao vestiário do São Paulo na partida de domingo passado, o presidente Juvenal Juvêncio passou a cogitar a hipótese de contratá-lo para vestir a camisa 10 da equipe.

As conversas ainda estão apenas no início, mas a alta cúpula são-paulina já sondou seus aliados sobre a possível contratação do ex-palmeirense. Durante a reunião que selou a candidatura de Juvenal à reeleição, o nome do meio-campista foi colocado em pauta.

O vice-presidente de futebol do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, chegou a perguntar a alguns conselheiros sobre o que achavam do eventual reforço. A resposta foi positiva.

Além disso, o São Paulo não teria dificuldades em contratá-lo, já que Rivaldo é jogador e presidente do Mogi Mirim. Ou seja, a decisão de ser liberado do clube do interior cabe justamente ao próprio Rivaldo.

Juvenal, por sua vez, conversou com o departamento de marketing são-paulino para ter uma ideia da repercussão que o assunto teria. "Há um entendimento de que ele pode somar. Não foi nada específico nessa linha e não há um plano individual para o jogador, mas eu disse que ele agregaria dentro e fora também", comentou o vice de marketing, Júlio Casares.

O técnico Paulo César Carpegiani, por enquanto, prefere não comentar a possível chegada de Rivaldo. O treinador avalia que sua opinião poderia influenciar os rumos da negociação.

"Não gostaria de entrar nesse detalhe. São muitas as especulaçoes, o São Paulo sempre tem uma atenção especial, todo mundo sempre quer vir para o São Paulo. Eu já respondi perguntas sobre o Coates, por exemplo, que eu não conheço. Todo grande jogador é sempre bem vindo independente de eu ter indicado ou não. Mas não gostaria de dizer objetivamente "gostaria de ter ou não ter", porque na medida que eu digo pode ser uma pressão. Prefiro evitar esse tipo de inconveniente", disse.

Na visita ao vestiário do São Paulo, Rivaldo recebeu de presente uma camisa de Rogério Ceni, com quem trabalhou na conquista do título da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2002.

Fonte: IG