São Paulo recusa proposta de R$ 16 mi por Luis Fabiano

São Paulo recusa proposta de R$ 16 mi por Luis Fabiano

Al-Rayyan pede para que Tricolor sugira novo valor, mas diretoria não aceita sequer abrir negociação

Apesar de a imprensa do Qatar e até mesmo o site oficial da liga do país estarem noticiando a conclusão da negociação do Al-Rayyan com Luis Fabiano, o atacante vai continuar no São Paulo. O presidente Juvenal Juvêncio recebeu uma proposta de 6,5 milhões de euros (R$ 16,1 milhões), que poderia até ser maior, já que os árabes pediram uma contraproposta, mas ouviram uma resposta negativa imediatamente. O Tricolor nem sequer abriu negociação.

Na visão do São Paulo, o fato de os árabes confirmarem a negociação mostra um excesso de confiança nos valores oferecidos, o que até irrita os brasileiros. Também foi citada a falta de informação. No Qatar, fala-se na chegada do Fabuloso por empréstimo de um ano, mas a oferta era de compra de seus direitos econômicos.

Em março de 2011, o Tricolor pagou 7,6 milhões de euros para repatriar Luis Fabiano, mas o resultado até agora não foi o esperado. Além das várias lesões, que fizeram, por exemplo, com que o jogador só estreasse depois de mais de seis meses, os títulos não vieram e, depois da derrota na semifinal da Copa do Brasil, uma torcida organizada passou a pegar no pé do Fabuloso. Por outro lado, ele foi defendido veementemente por outros torcedores.

Apesar dos problemas com parte da torcida e do desabafo após a derrota por 1 a 0 para o Vasco, Luis Fabiano disse, em reunião com dirigentes, que pretende continuar no clube e dar a volta por cima. Atualmente, ele se recupera de um estiramento na coxa esquerda. E o apoio da maioria dos são-paulinos também foi decisivo para que a diretoria rejeitasse a oferta.

- Recebemos uma proposta, mas nem demos prosseguimento. Não temos interesse em liberar o Luis Fabiano nesse momento - confirmou o vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes.

A previsão do departamento médico é que o Fabuloso esteja em campo no domingo, contra o Corinthians, no Pacaembu. Nesta segunda-feira, ele treinou com o restante do grupo, mas ainda não será escalado na terça diante do Bahia, pela Copa Sul-Americana. Ele é o artilheiro da equipe na temporada, com 20 gols em 26 jogos.

Outro fator que pesou para que o São Paulo recusasse a quantia, inferior à desembolsada há um ano e meio, foi a recente venda de Lucas ao PSG, que rendeu R$ 81 milhões aos cofres tricolores. Enquanto Luis Fabiano mantiver a postura de continuar no Morumbi, o clube também não vai negociá-lo.

Fonte: GloboEsporte.com