São Paulo vence o Cruzeiro por 2 a 0

O São Paulo não precisou contar com a pontaria de Rogério Ceni para vencer o Cruzeiro

F?bio ? o goleiro que mais sofreu gols na carreira artilheira de Rog?rio Ceni: cinco no total. Mas, neste domingo, o S?o Paulo n?o precisou contar com a pontaria de seu capit?o para vencer. Sem ele, vetado nos ?ltimos minutos por causa de uma contus?o muscular, coube ao zagueiro Andr? Dias e ao lateral Jancarlos fazem os gols da vit?ria por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, no Morumbi, que a equipe com chances de brigar pelo t?tulo do Campeonato Brasileiro.

O resultado, por?m, n?o coloca o S?o Paulo no grupo dos quatro melhores da competi??o nacional. O time dirigido por Muricy Ramalho segue em quinto lugar, agora com os mesmos 46 pontos do pr?prio Cruzeiro, terceiro, e do Flamengo, quarto. O Tricolor perde no n?mero de vit?rias.

O S?o Paulo volta a jogar no pr?ximo s?bado, contra o Ipatinga, ?s 16h, no interior de Minas Gerais. O Cruzeiro atua antes, na quinta-feira, diante do Sport, ?s 20h30m, no Mineir?o, em Belo Horizonte.

Mesmo sem Rog?rio Ceni, vetado de ?ltima hora por conta de uma les?o muscular, o S?o Paulo assumiu a responsabilidade de ter vencer para continuar sonhando com o t?tulo. Com Jo?lson e Jorge Wagner bastante ofensivos pelas alas e Jean grudado em Wagner, o Tricolor chegou com facilidade ao campo de ataque e n?o permitiu que o Cruzeiro jogasse com efici?ncia nos contra-ataques. Ramires tamb?m pouco fez.

A primeira boa chance surgiu logo aos quatro minutos. Hernanes cruzou, Andr? Lima dividiu com a zaga e bateu prensado. No rebote, Jorge Wagner tamb?m foi travado. O Tricolor continuou sufocando, principalmente pelo lado direito. Jo?lson recebeu passe e levantou para a ?rea. Hugo apareceu livre na segunda trave para cabecear forte e F?bio fazer bela defesa, espalmando para escanteio.

O goleiro cruzeirense voltou a trabalhar aos 19. Dagoberto passou por Fabr?cio pela esquerda e foi derrubado na entrada da ?rea. Na cobran?a da falta, Hernanes soltou a bomba e F?bio desviou para fora. Tr?s minutos mais tarde, foi a vez de Jorge Wagner bater falta e o goleiro tocar na bola no canto esquerdo, evitando o gol.

Quando passou a trabalhar a bola com mais calma, o Cruzeiro come?ou a incomodar a equipe da casa e, enfim, dando condi?es a Guilherme e Thiago Ribeiro, at? ent?o presos na marca??o. A melhor oportunidade veio aos 21 minutos. Ap?s boa troca de passes, Ramires recebeu a bola pelo lado direito da ?rea e chutou forte. Bosco espalmou.

No segundo tempo, quem esperava um novo sufoco do S?o Paulo se enganou. Com mais movimenta??o, o Cruzeiro passou a criar mais e quase marcou, aos cinco minutos. Marquinhos Paran? encontrou Guilherme livre na entrada da ?rea. O atacante dominou e bateu com estilo. A bola passou muito pr?xima do travess?o e caiu na parte de cima da rede.

A resposta tricolor veio aos dez minutos. Z? Luis avan?ou pela direita e cruzou. Na segunda trave, Jorge Wagner desviou de cabe?a e Thiago Heleno afastou quase sobre a linha. Logo em seguida, aos 12, foi a vez do garoto Jean arriscar da intermedi?ria e F?bio defender no susto.

Com Elicarlos no lugar de Ramires, o Cruzeiro ganhou mais for?a na marca??o, enquanto Muricy Ramalho sacou o apagado Andr? Lima para a entrada de Borges, artilheiro da equipe na temporada, com 18 gols. Mas quem assustou foi Thiago Ribeiro, aos 18. Bosco bateu tiro de meta errado, o atacante avan?ou e, de fora da ?rea, soltou a bomba, quase acertando o ?ngulo esquerdo.

Melhor op??o de ataque, Jorge Wagner tratou de incomodar os mineiros pelo lado esquerdo, aos 22. Hugo cruzou para a ?rea e Borges ajeitou para ele. O ala-esquerdo soltou a bomba cruzado e Dagoberto n?o alcan?ou por muito pouco, levando a torcida ao desespero. Aos 28, Jorge Wagner cruzou, Hugo desviou de cabe?a, a bola passou por F?bio, mas Thiago Heleno tirou antes que ela entrasse.

Aos 35, o Tricolor finalmente conseguiu abrir o placar. Claro, em lance que saiu dos p?s de Jorge Wagner. Ele cobrou escanteio pela direita do atacante e o zagueiro Andr? Dias subiu mais que a defesa para desviar e explodir o Morumbi: 1 a 0.

Com a desvantagem, o Cruzeiro tentou se arriscar no campo de ataque, mas n?o chegou a levar muito perigo. Na principal jogada, o volante Fabr?cio recebeu pela esquerda do ataque e bateu forte, mas em cima de Bosco. No ?ltimo minuto, aos 48, Jancarlos bateu falta com precis?o no ?ngulo direito e garantiu a vit?ria do paulista por 2 a 0.

Fonte: Globo Esporte