Schumacher responde aos críticos: "Não sou mágico"

Alemão ficou em quinto nos treinos na Malásia, mas ainda atrás de Nico Rosberg

Schumacher tem tido o seu desempenho criticado, já que ainda não conseguiu superar Rosberg

Michael Schumacher fez um bom treino nesta sexta-feira (2) em Sepang, na Malásia, mas mesmo assim não teve descanso das críticas sobre o seu desempenho no retorno à Fórmula 1. O heptacampeão fez a quinta melhor volta e mais uma vez ficou atrás do seu companheiro e compatriota, Nico Rosberg, terceiro mais rápido do dia.

O alemão decidiu responder aos críticos e afirmou que vem fazendo o seu melhor na Mercedes.

- Há limites sobre o que você pode fazer e eu estou dentro disto. Não sou mágico. A vida não é só de ilusões, você tem que trabalhar.

Na abertura do campeonato, no Bahrein, Schumacher ficou com a sexta colocação, imediatamente atrás de Rosberg, seu parceiro na equipe Mercedes. Já na Austrália, ele perdeu boa parte da corrida tentando ultrapassar o jovem espanhol Jaime Alguersuari após ser tocado por Fernando Alonso na largada. Quando conseguiu, não teve tempo de ir além da décima posição.

- Eu acho que tive um bom final de semana em Melbourne. Fiz o que poderia fazer e fiquei feliz, como falei após a corrida. Trabalhar duro para desenvolver as coisas é uma coisa que gosto de fazer. Estou confiante de que vamos chegar lá. Pode demorar um pouco, mas é assim mesmo.

Já o espanhol Alguersuari, que estreou na F-1 em meados de 2009, disse em Sepang que sente orgulho do trabalho que deu a Schumacher na Austrália. O piloto da Toro Rosso alegou ter errado e, assim, permitido a ultrapassagem do alemão.

- Ele me tirou um ponto, mas me deu muito mais, já que não é todos os dias que se pode lutar contra um cara destes. Foi bom ter essa experiência na minha primeira briga cara a cara na F-1.

Fonte: R7, www.r7.com