Dentinho diz que altitude ajudou fazer golaço

Dentinho diz que altitude ajudou fazer golaço

Atacante conta que, do banco de reservas, percebeu que a altitude dava outra direção aos chutes

Herói do empate corintiano com o Independiente Medellín-COL por 1 a 1, nesta quarta-feira, em Bogotá, pela segunda rodada da Taça Libertadores, Dentinho acredita que pode ter tido a ajuda da atitude para marcar o golaço aos 39 minutos do segundo tempo. O próprio jogador admite que, no nível do mar, a bola talvez não tivesse a direção certeira do ângulo do esquerdo do goleiro Bobadilla.

- Se fosse no Brasil, não sei se a bola entraria. Mas fui feliz e peguei muito bem na bola ? afirmou.

Apesar do ótimo desempenho nos últimos jogos, Dentinho começou a partida no banco de reservas. E foi de lá que pôde observar todo a força que o ar rarefeito exerce sobre a bola em chutes de longa distância. Assim, decidiu arriscar.

- Eu vi que a bola estava fazendo muita curva. Quando entrei, pensei: ?Agora, é a minha vez de tentar?. E chutei ? acrescentou.

Evitar a primeira derrota do Timão na competição internacional não é o único motivo para festa. Fanático pelo clube desde a infância pobre, em São Paulo, Dentinho sentiu na pele o sofrimento da torcida em outras edições do torneio, além da enorme gozação dos rivais São Paulo, Palmeiras e Santos, todos já campeões.

- Eu sou corintiano desde pequeno e sempre sonhei em fazer um gol pelo Corinthians na Libertadores. Vacilamos no gol deles, mas conseguimos um empate importante ? completou.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com