Wagner, empresário de Neymar, diz em festa: "Se o Santos quiser, ele sai"

“Está tudo nas mãos dos Santos. Nós entregamos a proposta e eles vão decidir", disse ele.

Wagner Ribeiro, empresário de Neymar, deixou a batata quente da negociação do jogador nas mãos do Santos. Na última segunda, na saída da cerimônia de premiação do Campeonato Paulista, ele disse que o clube praiano é que decidirá se o jogador vai, ou não, para o futebol europeu.

?Está tudo nas mãos dos Santos. Nós entregamos a proposta e eles vão decidir. Se o Santos quiser, ele sai. Senão, ele fica para cumprir o contrato até o fim?, disse Wagner Ribeiro.

A declaração põe mais pimenta em uma das negociações mais longas e polêmicas do futebol brasileiro, que começou ainda em 2010. Wagner Ribeiro não quis dar detalhes sobre valores ou mesmo o clube que quer Neymar, mas sabe-se que o Barcelona está na frente na disputa e já ofereceu 16 milhões de euros ao Santos. R$ 41,7 milhões).

Nos últimos dias, o Comitê Gestor do clube tem se reunido com frequência com o estafe de Neymar, formado pelo pai do jogador e os empresários André Cury e Marcos Malaquias, além de Raul Sanllehí. Apesar de não ter participado diretamente da negociação, Ribeiro foi apontado por Malaquias como a pessoa certa para falar do assunto na saída da premiação.

Apuramos que o Santos tem interesse em vender o jogador imediatamente. Seria uma estratégia para evitar que ele saia de graça em 2014, quando seu contrato acabar. O problema é que o valor oferecido pelo Barcelona está abaixo do que o próprio clube recebeu em temporadas anteriores, de 45 milhões de euros (R$ 118 milhões).

Apesar do impasse, o Santos não se pronuncia oficialmente. Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, presidente do clube, esteve no evento organizado pela FPF, mas segue muito debilitado pelos problemas cardíacos que o deixaram internado durante boa parte dos últimos meses. Questionada pela reportagem sobre o assunto, a assessoria de imprensa do cartola disse que ele não falaria e prometeu que o clube organizará uma entrevista coletiva ainda nesta semana.

Neymar foi perguntado sobre a possibilidade de deixar o Santos no fim do seu contrato, em 2014. Ele negou ser mau-caráter com o clube ao falar sobre o tema.

?Existem dois lados. Quando eu renovei, falaram que eu estava de parabéns por fazer contrato até 2014. Agora que está no fim, tem gente falando que a gente pensou nisso lá atrás, que a gente entre aspas é mau caráter. Mas vamos tentar resolver isso da melhor maneira possível para os dois lados?. Leia a notícia completa.

Felipe Faro, superintendente do futebol, preferiu negar tudo. ?Não sei de nada. Não recebemos nada?, disse ele, ignorando as reuniões recentes com o dirigente do Barcelona. ?Eu não sei te dizer. O Neymar é um assunto da presidência?, falou Nei Pandolfo, gerente de futebol do clube.

Para Neymar e companhia, a permanência está longe de ser um mau negócio. O pai do jogador, de olho em uma saída em 2014 que deixaria seu filho com todo o lucro da transferência, defende a permanência. ?O nosso desejo é cumprir o contrato?, disse ele após a premiação do Paulista, repetindo o discurso que vem adotando.

Fonte: UOL