Com dois gols de Hulk, Seleção vence Dinamarca por 3 a 1

Com dois gols de Hulk, Seleção vence Dinamarca por 3 a 1

Este foi o primeiro de uma série de amistosos que a seleção brasileira fará.

A seleção brasileira jogou o suficiente nos 45 minutos iniciais para marcar três gols na Dinamarca, neste sábado, na Alemanha. Hulk sobrou na etapa inicial: apresentou velocidade, contribuição à defesa e eficiência ofensiva. Ele marcou dois dos três gols do time na vitória por 3 a 1 sobre os dinamarqueses, em Hamburgo.

Este foi o primeiro de uma série de amistosos que a seleção brasileira fará. Mano fará testes para Olimpíada, mas também conta com jogadores acima de 23 anos. E essa mescla deu resultado neste sábado.

O primeiro tempo foi arrasador. Pela primeira vez na seleção, o técnico viu seu time terminar a etapa inicial com três gols marcados. Nos 45 min finais, a equipe caiu drasticamente de produção, permitindo a ascensão da Dinamarca em campo.

A boa atuação faz Hulk almejar vaga para a Olimpíada. Ele não tem idade olímpica. No entanto, Mano pode levar três atletas com mais de 23 anos. ?O meu objetivo era entrar e aproveitar a oportunidade. O Mano me deu a chance e tentei fazer o máximo?, disse Hulk.

Do time titular, 7 tinham menos de 23 anos. Destes, quem mais se destacou foi Oscar, que articulou as jogadas ofensivas no meio-campo.

A partida não reuniu vários jogadores do time nacional, entre eles David Luiz, Ganso e Daniel Alves (lesionados), Pato (poupado) e Neymar (que se apresenta para os jogos nos Estados Unidos).

O gol da seleção ocorreu logo a 8 min de partida, com Hulk. O atacante marcou ao seu estilo: ajeitou para o pé esquerdo, finalizou de longa distância, com força. O goleiro Sorensen falhou no lance.

A vantagem aumentou pouco depois. Hulk roubou a bola próximo da área da Dinamarca. Oscar dominou a bola, driblou um marcador e devolveu para Hulk. Zimlig tentou desviar e fez contra.

Oscar e Hulk sobravam no ataque. A dupla se movimentava com intensidade, abrindo espaços e criando outras chances de gol na primeira etapa. Lucas, pela esquerda, não apareceu tanto.

Em nova roubada de bola, Hulk foi acionado, driblou o marcador e fez 3 a 0 aos 38 min da etapa inicial.

A Dinamarca não conseguia avançar no primeiro tempo. Já o Brasil chegava com facilidade à área adversária. Damião chegou a marcar no fim do 1º tempo, mas a arbitragem anulou corretamente o gol, assinalando impedimento.

O Brasil reduziu o ritmo na segunda etapa. O recuo da seleção atraiu os dinamarqueses, que perderam boas oportunidades de marcar, acertando bola no travessão e perdendo gol na pequena área.

Bendtner aproveitou a baixa produção do Brasil e descontou para a Dinamarca. Detalhe: o gol foi ilegal. O atacante dinamarquês estava impedido.

O gol acendeu a Dinamarca e a torcida, majoritariamente favorável à seleção europeia. O goleiro Jefferson levou sufoco em jogadas na área. Mas a fragilidade ofensiva do rival tranquilizou a seleção brasileira.

Fonte: UOL