Sem acerto para seguir no Fla, Elias viaja para se reapresentar ao Sporting

A negociação pela permanência de Elias no Flamengo ganha cada vez mais contornos dramáticos

A negociação pela permanência de Elias no Flamengo ganha cada vez mais contornos dramáticos para o Rubro-negro. O volante embarca na noite desta quarta-feira para Lisboa, onde se apresentará ao Sporting-POR na quinta. Os europeus não aceitaram a proposta do time da Gávea pelo jogador.

Elias deixou de ser jogador do Flamengo nesta quarta-feira, quando se encerrou seu contrato de empréstimo que era de um ano. O Sporting pediu pouco mais de R$ 27 milhões para negociar o volante em definitivo, valor bem acima do que o Rubro-negro pensava em pagar inicialmente.

Com a viagem de Elias para Lisboa, sua permanência no Flamengo em 2014 é cada vez mais incerta. A tendência de momento é que ele realmente tenha que se despedir da Gávea. Somente uma reviravolta nas negociações com o Sporting pode mudar esse quadro.

A ida de Elias ao Sporting já era prevista pela diretoria do Flamengo, que já mostrava pessimismo ao falar sobre a tentativa de acordo com os portugueses durante a última semana. O volante tem contrato até 2016 com a equipe de Portugal.

"Estamos em uma encruzilhada. Os valores estão muito acima daquilo que foi sinalizado inicialmente. Efetivamente, a negociação com o Elias deu uma travada. Ele irá se apresentar ao Sporting no dia 2. Espero que ele consiga convencer pessoalmente o pessoal do clube português lá. Por enquanto, essa vinda em definitivo dele foi inviabilizada. A gente que fez o que deu, dentro do que estava ao nosso alcance. Mas não podemos fazer mais que isso. Vamos continuar trabalhando", disse o vice presidente de futebol do Flamengo, Wallim Vasconcellos, à Rádio Globo, na última segunda-feira.

A principio, Elias será integrado ao elenco do Sporting para a atual temporada europeia. O volante foi a contratação mais cara da história do time português, tendo custado 8,8 milhões de euros em 2011, pouco mais de R$ 26 milhões na atual cotação da moeda.

Fonte: UOL