Após a Copa, Brasil retorna à África para enfrentar o Gabão

Após a Copa, Brasil retorna à África para enfrentar o Gabão

No duelo diante dos donos da casa, a Seleção terá que superar os rivais e o estado do gramado do Estádio L´Amitia

Sem Neymar, Ronaldinho, Kaká... A Seleção Brasileira vai entrar em campo nesta quinta-feira, às 16h (de Brasília), na inauguração do Estádio L´Amitia, para encarar o Gabão, em Libreville. Essa será a primeira partida do time canarinho em solo africano após a derrota por 2 a 1 para a Holanda, em jogo válido pelas quartas de final da Copa do Mundo. E para fazer bonito e retribuir o carinho dos gaboneses, que fizeram festa na passagem da equipe pelo país, o comandante aposta no setor ofensivo formado por Hernanes, Bruno César, Hulk e Jonas.

E é justamente no retorno ao continente, que a Seleção pretende deixar uma outra impressão aos torcedores locais, assim como o Santos de Pelé, em 1967, no triunfo por 4 a 0 sobre os donos da casa.

No duelo diante dos donos da casa, a Seleção terá que superar os rivais e o estado do gramado do Estádio L´Amitia. A arena está em fase final de obras para a disputa da Copa Africana de Nações, em 2012, e o campo está em condições irregulares. Para se ter uma ideia, as equipes sequer fizeram o reconhecimento da arena na véspera do confronto (o Brasil só treinou no estádio Augustin Monedan). Mano minimizou o problema.

- Não vimos o gramado ainda. Temos informações e por isso estamos fazendo o treino aqui neste estádio, justamente para não prejudicar essa condição. Todos esperavam uma situação melhor. As pessoas que organizaram o evento também, mas às vezes as coisas não acontecem como a gente quer ? analisou.

Sem Kaká, Mano aposta em dois novatos em Libreville


Sem estrelas, Brasil pega Gabão em retorno ao continente africano

Com Kaká e Marcelo, ambos machucados, e sem poder contar com os atletas que atuam no Brasil, o técnico Mano Menezes apostou em uma seleção europeia para o duelo contra o Gabão. Sem muitas estrelas, o comandante vai apostar mais no conjunto do que nas individualidades dos atletas. O goleiro Diego Alves, do Valencia, e o meia Bruno César, do Benfica, vão debutar com a amarelinha.

Além disso, o treinador não poderá contar com Daniel Alves, que vai cumprir suspensão por ter sido expulso na vitória por 2 a 1 sobre o México, em outubro, em Torréon, e com Thiago Silva, que será poupado. Fábio e Luisão serão os titulares na partida em Libreville. Já o setor ofensivo será formado por Jonas e Hulk. Hernanes terá uma nova oportunidade no time principal.

- Lá na primeira convocação usei o termo volante para definir o Hernanes. Precisamos rever conceitos, a própria evolução do jogador dentro da nova equipe, a nova função que está desempenhando e está fazendo bem. Temos que repensar as nossas ideias e pensamos que ele pode jogar um pouco mais adiantado, com capacidade para chegar bem lá na frente ? explicou Mano.

Outro desfalque na partida diante do Gabão será o volante Fernandinho, do Shakhtar. Recuperado de uma lesão, o jogador está finalizando o trabalho de recondicionamento físico e deverá ter condições de encarar o Egito, na próxima segunda-feira, em Doha, no Qatar.

Apesar do carinho dos torcedores nos dois treinos em Libreville, a tendência é que os torcedores locais não deem o mesmo tratamento na partida desta quinta-feira. Mesmo assim, Mano agradeceu o convite feito pela federação para a inauguração do novo estádio da capital do país.

- O Brasil é convidado para eventos como esse por tudo o que já fez no cenário mundial do futebol. Nos dá uma sensação ótima estar aqui, estamos felizes com a manifestação do povo e esperamos retribuir com um bom futebol ? disse.


Sem estrelas, Brasil pega Gabão em retorno ao continente africano

Fonte: Globo Esporte