Sem inspiração, Palmeiras para no Botafogo-SP e estreia com empate

O primeiro jogo do Palmeiras na temporada não foi dos mais promissores para a torcida

O primeiro jogo do Palmeiras na temporada não foi dos mais promissores para a torcida. Jogando no Pacaembu, a equipe alviverde não conseguiu criar boas jogadas e empatou por 0 a 0 com o Botafogo-SP neste sábado, em sua estreia no Campeonato Paulista, frustrando os 7 mil torcedores presentes ao estádio.

O time anfitrião arriscou jogadas pelas laterais e conseguiu poucas chances de gol, em partida que foi muito truncada. O Palmeiras busca a primeira vitória no Estadual na próxima quinta-feira, às 21h, no Barão de Serra Negra.

O Palmeiras não contou neste sábado com o meia Valdivia e o volante, que se recuperam de problemas físicos, e o cabeça de área Edinho, que acertou sua ida ao Fluminense. Para dar opções, o clube anunciou neste sábado a contratação do volante João Vítor, do Grêmio Prudente.

O jogo

A partida começou com um susto para o Palmeiras. Deola saiu do gol para tentar agarrar bola, mas Dirceu venceu a marcação de Danilo e tocou por cima do goleiro - a bola passou rente à trave esquerda. O Botafogo seguiu seu começo melhor e ficou perto de marcar aos 7min, quando Ramon cabeceou e mandou a bola perto do travessão.

O Palmeiras se reencontrou após o início, e passou a ser mais ofensivo. A primeira boa chance alviverde saiu aos 18min, em chute forte de Tinga que exigiu boa defesa de Júlio César. O time anfitrião jogava melhor, com Marcos Assunção e Tinga comandando o meio de campo. Kleber buscava superar a marcação adversária para criar chances.

Aos 39min, Marcos Assunção cobrou escanteio fechado e por pouco não fez gol olímpico, com a bola saindo pela linha de fundo. Nos minutos finais, o Botafogo voltou a ameaçar. Aos 42min, Assisinho foi à linha de fundo e chutou cruzado, mas Ramon não chegou para a finalização.

O Palmeiras voltou no segundo tempo como na etapa inicial ocorreu: buscando criar jogadas pelas laterais, mas errando finalizações. O time da casa tentou chutes de fora da área, mas não levou perigo ao goleiro Júlio César. Enquanto isso, o Botafogo melhorou, passando a pressionar mais o anfitrião no campo de defesa.

Marcos Assunção teve chance de abrir o placar aos 17min, em cobrança de falta, mas a finalização acertou a cabeça de Lincoln. Sem criatividade, o Palmeiras apenas trocava passes no meio de campo. Aos 26min, Luan teve boa chance ao aproveitar erro da defesa do Botafogo, mas foi desarmado antes da finalização.

Os treinadores buscaram mudanças nas equipes para mudar o panorama da partida, mas não funcionou. O ritmo fraco seguiu nos minutos finais. O Botafogo-SP tentou jogadas de velocidade, especialmente com Assisinho, mas parou na baixa condição física do time. A última boa chance ocorreu em chute de longe de Dirceu aos 42min, que passou por cima do travessão do Palmeiras. No fim, a torcida no Pacaembu passou a vaiar e pressionar a diretoria, pedindo jogadores.

Fonte: Terra, www.terra.com.br